Jayne Kamin-Oncea-USA TODAY Sports
Jayne Kamin-Oncea-USA TODAY Sports

Com apoio da torcida, Taylor Fritz bate sérvio e é semifinalista em Indian Wells

Norte-americano supera Miomir Kecmanovic por 2 sets a 1, com parciais de 7/6 (7/5), 3/6 e 6/1

Redação, Estadão Conteúdo

18 de março de 2022 | 21h58

Os norte-americanos são muito patriotas e não poupam apoio a seus atletas. Empurrado pela torcida, Taylor Fritz, único tenista dos Estados Unidos ainda na disputa do Masters 1000 de Indian Wells, avançou às semifinais nesta sexta-feira ao derrotar o sérvio Miomir Kecmanovic por 2 sets a 1.

Incrédulo após a vitória por 7/6 (7/5), 3/6 e 6/1 na quadra 1 do complexo de Indian Wells, no deserto da Califórnia, o aplaudido Fritz passava a mão na cabeça e não escondia a alegria e surpresa com o resultado. Ele ergueu os braços, gritou alto e fez enorme festa após bater o duro sérvio.

Kecmanovic chegou às quartas de final bastante empolgado após vitória gigante sobre o italiano Matteo Berrettini uma rodada antes. E queria seguir fazendo história na competição. Mas ter um tenista local pela frente acabou pesando.

Empurrado pelo apoio das arquibancadas lotadas, Fritz conseguiu segurar a pressão do oponente e levou o primeiro set para o tie-break sem ninguém conseguir quebrar o serviço do outro. Na decisão, foi logo abrindo 4 a 0 e 5 a 1. O sérvio ainda reagiu, mas o americano aproveitou o primeiro set point para fechar em 7/5.

O equilíbrio seguiu até o oitavo game do segundo set, quando Kecmanovic quebrou o serviço de Fritz e abriu 5 a 3. Ele sacou para fechar e, depois de muito trabalho, até com chance de devolução da quebra para o americano, fez 6 a 3 no terceiro set point.

No terceiro e decisivo set, porém, só deu Fritz. Com duas quebras seguidas, foi logo abrindo 5 a 0. Após o ponto de honra do sérvio, ele sacou para cravar 6/1 e se garantir. Agora ele terá uma pedreira por vaga na final. Neste sábado, encara o russo Andrey Rublev, cabeça de chave 7, que passou sem sustos pelo búlgaro Grigor Dimitrov, por 7/5 e 6/2.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.