Peter Schneider/EFE
Peter Schneider/EFE

Com dores, Federer vira dúvida para jogar em Montreal

Depois de ser derrotado em Gstaad, tenista admite discutir participação em torneio em agosto

AE, Agência Estado

25 de julho de 2013 | 20h33

GSTAAD - Após sofrer nova derrota inesperada no circuito, Roger Federer admitiu que dores nas costas tem atrapalhado seu jogo e que ainda não sabe se terá condições de disputar o Masters 1000 de Montreal, a partir do dia 5 de agosto.

"Eu vou me dar uns três, quatro dias para discutir isso com a minha equipe", afirmou o suíço, nesta quinta-feira, ao colocar em dúvida sua participação no torneio canadense, preparatório para o US Open.

A dúvida se deve as dores nas costas que vem incomodando o tenistas nas últimas semanas. Federer revelou que quase não entrou em quadra para enfrentar o alemão Daniel Brands nesta quinta. Acabou sendo eliminado do Torneio de Gstaad, diante dos seus compatriotas, logo em sua estreia, por 6/3 e 6/4.

"Eu vinha melhorando dia a dia nesta semana. E só decidi que iria jogar durante o aquecimento", afirmou o atual número cinco do mundo. "Estou feliz por ter conseguido jogar porque já vinha tendo problemas desde Hamburgo. Mas não chegou a piorar durante a partida. Estou otimista e acho que vai melhorar nos próximos dias".

Com o resultado desta quinta, Federer acumulou a terceira derrota seguida para um tenista fora do Top 50 do ranking. Em Wimbledon, ele caiu diante do ucraniano Sergiy Stakhovsky, 116º do ranking. No torneio seguinte, em Hamburgo, foi a vez do argentino Federico Delbonis, número 114 do mundo, passar pelo suíço nas semifinais.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisFedererdores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.