Kenzo Tribouillard/AFP
Kenzo Tribouillard/AFP

Com Melo nas duplas, Brasil volta a ganhar título em Roland Garros

Brasileiro e croata Ivan Dodig derrotam os irmãos Bryan na final

Estadão Conteúdo

06 de junho de 2015 | 16h10

O tênis brasileiro conquistou neste sábado um título inédito em Roland Garros, o segundo Grand Slam da temporada, que é disputado em quadras de saibro em Paris. O mineiro Marcelo Melo e o croata Ivan Dodig derrotaram de virada os irmãos gêmeos norte-americanos Mike e Bob Bryan por 2 sets a 1 - com parciais de 6/7 (5/7), 7/6 (7/5) e 7/5 - e levantaram a taça de campeão da chave de duplas masculinas.

Marcelo Melo é o primeiro brasileiro a conquistar o título de duplas em Roland Garros e também o primeiro do País a ser campeão do Grand Slam desde o tri de Gustavo Kuerten, em 2001 - os outros dois foram em 1997 e 2000. Além de impedir o tricampeonato dos norte-americanos, que são a dupla número 1 do ranking mundial da ATP, o tenista mineiro conquistou seu primeiro título de Grand Slam da carreira.

Os irmãos Bryan, aliás, estavam engasgados na garganta de Marcelo Melo e dos brasileiros. Isso porque os norte-americanos ganharam do brasileiro e de Dodig na decisão de Wimbledon, em 2013, e poucos meses depois, na final do US Open, derrotaram o também mineiro Bruno Soares e o austríaco Alexander Peya.

A partida na quadra central Philippe-Chatrier, a última da programação deste sábado, teve a presença de Gustavo Kuerten na tribuna. Muito feliz com a conquista de Marcelo Melo, Guga fez questão de pegar seu celular e fazer imagens da comemoração do brasileiro com Dodig.

"É muito difícil jogar contra os Bryan, ainda mais com eles na frente do placar com set e quebra. Não há meio termo com eles, a tática era entrar agressivo, buscar as paralelas e ser sólido", disse Marcelo Melo, em entrevista ao canal BandSports já com a taça de campeão em mãos. "Eles não dão chance, mas tentamos acreditar e ir em todas as bolas. Depois que quebramos o saque do Mike, começamos a melhorar a energia. Esse break com o apoio dos brasileiros é muito importante".

A partida mostrou um equilíbrio enorme em todos os três sets. Na primeira parcial, nada de quebras e vitória dos norte-americanos no tie-break por 7/5. Na segunda, cada dupla teve um saque quebrado e a decisão foi novamente para o tie-break. Com direito até a uma jogada espetacular que arrancou aplausos de todos os torcedores, Melo e Dodig venceram por 7/5.

No terceiro set, tudo igual novamente. Isso até o 11.º game com o jogo empatado em 5 a 5. Os irmãos Bryan foram quebrados e em seu saque, Marcelo Melo fez o ponto decisivo para o título.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.