Reuters/ Gonzalo Fuentes
Reuters/ Gonzalo Fuentes

Com Nishikori como principal nome, Rio Open terá ingressos de R$ 30 a R$ 670

Ingressos serão vendidos à partir do próximo dia 19

Estadão Conteúdo

08 de dezembro de 2016 | 15h03

Lançada oficialmente nesta quinta-feira, no Jockey Club Brasileiro, a próxima edição do Rio Open, principal torneio de tênis da América do Sul na atualidade, começará a vender ingressos no próximo dia 19. A competição será realizada entre 20 e 26 de fevereiro e os organizadores do evento confirmaram também que as entradas terão preços que irão variar de R$ 30 a R$ 670.

As vendas começarão às 10 horas do próximo dia 19 e os torcedores poderão adquirir os bilhetes por meio do site www.tudus.com.br/rioopen, sendo que a principal atração do torneio de simples da competição em 2017 será o japonês Kei Nishikori, atual quinto colocado do ranking da ATP.

O austríaco Dominic Thiem, hoje o oitavo tenista do mundo, é o outro nome do Top 10 com inscrição confirmada no torneio. O espanhol David Ferrer, ex-número 3 do mundo e atual 21º da ATP, é outro jogador de peso que estará presente nas quadras do Jockey Club Brasileiro.

Medalha de bronze nos Jogos Olímpicos do Rio, em agosto, Nishikori disputará o Rio Open pela primeira vez, enquanto Thiem foi semifinalistas da última edição da competição, que é de nível ATP 500 no circuito profissional.

Já na chave de duplas, a parceria número 1 do mundo, formada pelo brasileiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray, também estará presente como uma das principais atrações da próxima edição do Rio Open.

"Pelo quarto ano consecutivo teremos dois Top 10 jogando o Rio Open. Isso é muito positivo. Nishikori, Thiem e Ferrer são três dos atletas mais competitivos do circuito mundial e seus estilos se adequam bem à quadra de saibro. Trazer a dupla número 1 do mundo pela primeira vez ao Rio também era um objetivo nosso. Em 2017, o público brasileiro vai poder ver de perto toda habilidade e reflexo do Bruno e do Jamie. E, como em todos anos, ainda teremos mais nomes interessantes que serão confirmados quando a lista final sair, na segunda semana de janeiro", afirmou Luiz Carvalho, diretor do Rio Open, nesta quinta-feira, durante a coletiva de apresentação da edição seguinte da competição.

Também presente no evento desta quinta, Bruno Soares comemorou a chance de poder atuar no Rio Open ao lado de Jamie Murray, irmão mais velho de Andy Murray, atual líder do ranking de simples, no próximo ano. "Vai ser muito legal poder jogar com o Jamie, meu parceiro, no Rio. O ano de 2016 foi muito especial, com dois títulos de Grand Slam e ainda terminamos como a dupla número 1 do mundo. Poder trazer o Jamie para jogar em casa vai ser muito legal. A torcida brasileira sempre dá um show. No Rio sempre somos recebidos com um carinho enorme e tenho certeza de que o Jamie vai gostar muito. Ele gosta de jogar com a torcida e vai se sentir em casa no Jockey. A expectativa é muito boa. Sabemos o quanto esse torneio é duro, mas a gente vem jogando muito bem e esperamos começar muito bem a temporada para ter um grande resultado no Rio", ressaltou o tenista brasileiro.

O Rio Open terá a sua quarta edição em 2017. O vencedor da primeira delas foi o espanhol Rafael Nadal, em 2014, e ano seguinte o seu compatriota David Ferrer ficou com a taça. Já o atual campeão é o uruguaio Pablo Cuevas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.