Vincent Thian/AP
Vincent Thian/AP

Com saúde debilitada, Rafael Nadal cai na estreia em Xangai

Espanhol foi diagnosticado com princípio de apendicite, optou por jogar o torneio, mas não foi páreo para compatriota Feliciano Lopez

Estadão Conteúdo

08 de outubro de 2014 | 11h08

O espanhol Rafael Nadal optou por participar do Masters 1000 de Xangai mesmo após ser diagnosticado com o princípio de um quadro de apendicite, mas teve vida curta no torneio chinês. Nesta quarta-feira, o número 2 do mundo foi eliminado ao perder para o compatriota Feliciano Lopez, 21º colocado no ranking da ATP, por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 7/6 (8/6), em 1 hora e 44 minutos.

Após o diagnóstico, Nadal recebeu tratamento conservador com uso de antibióticos e entrou em quadra. Mas longe do estado ideal, não teve êxito diante de Lopez. Assim, o número 21 do mundo aproveitou que o compatriota estava com a saúde debilitada para disparar nove aces no primeiro set. Ele obteve uma quebra de serviço no sexto game, abriu 5/2 e fechou a parcial em 6/3. 

Nadal, porém, reagiu no segundo set e conseguiu fazer 3/0 com uma quebra de serviço no segundo game. Porém, quando liderava o placar por 5/3 e sacava para fechar a parcial, perdeu o seu serviço. Assim, Lopez conseguiu levar a definição do set para o tie-break.

No desempate, Nadal abriu 4/2 e chegou a sacar em 6/5 para vencer o set, mas claramente não conseguia apresentar a sua tradicional agressividade. Lopez, então, se aproveitou da situação para virar o tie-break e vencê-lo por 8/6, avançando em Xangai. 

Essa vitória foi a terceira de Lopez em 12 confrontos com Nadal. E, com a derrota, o número 2 do mundo volta a cair precocemente em uma competição na China, pois na semana passada perdeu para o eslovaco Martin Klizan nas quartas de final em Pequim. Além disso, ele descartará 350 pontos na próxima atualização do ranking, pois foi semifinalista em Xangai no ano passado.

Agora, Lopez terá pela frente John Isner. O número 14 do mundo se deu melhor em um duelo entre tenistas norte-americanos nesta quarta-feira e derrotou Steve Johnson, 42º colocado no ranking, por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (8/6) e 7/6 (9/7), em 1 hora e 39 minutos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.