Com torcida contra, Saretta elimina Guga do Brasil Open

Flávio Saretta levou a melhor no duelo brasileiro com Gustavo Kuerten pelas oitavas-de-final do Brasil Open. Mesmo jogando contra a torcida baiana, toda a favor do ex-tricampeão de Roland Garros, o paulista de Americana venceu por 2 sets a 1, com parciais de 6/2, 3/6 e 7/5, na noite desta quinta-feira. A pedido de Guga, a partida ficou paralisada por uma hora devido à chuva, que apertou no oitavo game do terceiro set, quando Saretta vencia por 4 a 3. Ao final do jogo, Saretta mostrou-se magoado com o comportamento da torcida. "Me senti jogando fora do meu País. Me chamaram até de argentino, e isso magoa quem tando defende o Brasil lá fora", reclamou, em entrevista ao Sportv.Para Guga, esta derrota teve um sabor especial, quase de uma conquista, pois superouvários obstáculos para chegar em condições de vitória ao terceiro set. No começo dojogo, não fez nada de especial, mas depois soltou-se em quadra e aplicou bem seus golpes. Embora tenha passado por atendimento médico durante a partida, suportou bem astrocas de bolas. ?A sensação da derrota é ruim, mas foi minha melhor atuação desde o US Open de 2005[em que ganhou de Paul Goldstein na estréia e perdeu na segunda rodada paraTommy Robredo com dois bons desempenhos]. Foi um jogo que envolveu muitas coisas, situações que vou encontrar no circuito. A tendência é aumentar o nível a cadapartida. Para mim, se a minha perna melhorasse 30% seria o ideal", afirmou.Foi o terceiro confronto em partidas oficiais entre os dois. Saretta ganhou o primeiro, na final do Brasil Open de 2001, e Guga venceu o segundo, em Buenos Aires, em 2003. Em dezembro do ano passado, os dois enfrentaram-se em um torneio exibição disputado no Rio de Janeiro, com mais uma vitória de Guga.O próximo adversário de Saretta será o argentino Nicolas Almagro, que cravou um duplo 6/3 no checo Lukas Dkouhy.(com Chiquinho Leite Moreira)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.