AP
AP

Condenado por abuso sexual, Bob Hewitt é excluído do Hall da Fama do tênis

Sul-africano cometeu três estupros nas décadas de 80 e 90

Estadão Conteúdo

06 de abril de 2016 | 16h40

Em decisão sem precedentes, o Hall da Fama do tênis anunciou nesta quarta-feira a exclusão do sul-africano Bob Hewitt dos seus quadros. A entidade tomou a inédita decisão por causa da condenação do ex-tenista, de 76 anos, por estupro em seu país.

Hewitt foi condenado em março do ano passado a seis anos de prisão por causa de três casos de abuso sexual de menores. Os crimes foram cometidos nas décadas de 80 e 90.

Por causa das sérias acusações, o Hall da Fama já havia removido a placa e as referências ao sul-africano em 2012, quando Hewitt havia sido suspenso da entidade. A exclusão total, contudo, só aconteceu nesta quarta.

O sul-africano foi indicado ao Hall da Fama em 1992 por conta de suas conquistas nas duplas. Ao todo, ele faturou nove troféus em duplas masculinas e mistas em torneios de Grand Slam, nas décadas de 60 e 70.

Tudo o que sabemos sobre:
Tênis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.