Daniel Leal Olivas/AFP
Daniel Leal Olivas/AFP

Contra Garbiñe Muguruza, Venus busca a hegemonia da família Williams em Wimbledon

Tenista de 37 anos 'honra' Serena Williams e volta a disputar a final do torneio que venceu pela última vez em 2008

Felipe Rosa Mendes, Estadão Conteúdo

15 de julho de 2017 | 06h06

Em um claro duelo de gerações na final de Wimbledon, a veterana Venus Williams entrará na quadra central às 10 horas deste sábado (de Brasília) para tentar manter a hegemonia da sua família na Inglaterra. Enquanto a irmã Serena segue afastada, grávida, a mais velha quer seu sexto troféu em Londres, o 13.º da família nas últimas 17 edições do torneio. A desafiante será a espanhola Garbiñe Muguruza, de 23 anos.

Aos 37, Venus Williams ocupa atualmente a 11.ª posição do ranking e revive na temporada uma de suas melhores atuações dos últimos anos. Foi vice-campeã do Aberto da Austrália, em final justamente contra a irmã, se destacou em Indian Wells e Miami, nos Estados Unidos, e arrasou rivais até a final de Wimbledon.

O forte ressurgimento no circuito profissional só foi manchado por um abalo fora de quadra. A norte-americana se envolveu em um acidente fatal de carro no início de junho. O caso veio à tona às vésperas de Wimbledon e ainda é investigado pela polícia da Flórida, nos Estados Unidos. Ela é suspeita de ter furado um semáforo, o que teria causado a batida e a morte de Jerome Barson, de 79 anos.

Venus Williams nega a infração de trânsito e também se diz vítima do episódio. Ao chegar ao torneio britânico, disse estar "devastada" com o acidente. Fugiu das entrevistas pré-competição e até se emocionou em sua primeira coletiva, abandonando os jornalistas, já durante o torneio.

O assunto acabou sendo ofuscado pelas boas performances da tenista ao longo do Grand Slam. A julgar pelas vitórias convincentes na grama, piso que se adapta melhor ao seu estilo, Venus Williams garante foco total na decisão. "Ainda me falta um jogo que preciso ganhar", afirmou a veterana.

Para buscar o seu sexto título em Wimbledon, e o oitavo de Grand Slam da carreira, Venus Williams terá que superar a juventude de Garbiñe Muguruza, atual número 15 do mundo. Ela já tem um título de Grand Slam (Roland Garros de 2016) e uma final em Wimbledon, há dois anos. Fora superada justamente por Serena Williams.

Venus Williams já avisou que vai tentar capitalizar essa experiência da irmã para manter a hegemonia da família em Londres. "Tenho certeza de que Serena vai me dar alguns conselhos que podem fazer a diferença no jogo", declarou a irmã Williams mais velha.

Se Venus Williams conta com a ajuda da irmã Serena, Garbiñe Muguruza aposta em Conchita Martínez. A campeã de Wimbledon em 1994 atua como treinadora da compatriota no torneio britânico. "Ela vem me ajudando a lidar com o stress do torneio porque é uma competição longa. Ela sabe como me preparar. Não venho fazendo as coisas de forma muito diferente, mas tê-la ao meu lado me dá muita confiança porque ela já venceu aqui", disse a tenista de 23 anos.

No confronto direto, a tenista mais experiente leva vantagem. Em quatro confrontos no circuito profissional, Venus Williams vence três vezes. Garbiñe Muguruza venceu o último duelo, neste ano, no saibro de Roma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.