Justin Lane/EFE
Justin Lane/EFE

Contra Kevin Anderson, Rafael Nadal busca o 16º título de Grand Slam na carreira

Em boa fase, tenista espanhol pode faturar sua 5ª competição no ano

Estadão Conteúdo

10 de setembro de 2017 | 06h27

Dono de 15 títulos de Grand Slam na carreira profissional, o espanhol Rafael Nadal buscará neste domingo o tricampeonato do US Open, em Nova York. O adversário, às 17 horas (de Brasília), será o surpreendente e "gigante" sul-africano Kevin Anderson, de 2,03 metros.

Rafael Nadal foi campeão do Grand Slam dos Estados Unidos nas edições de 2010 e de 2013 - as duas vezes sobre o sérvio Novak Djokovic - e disputará a sua quarta final no torneio norte-americano. Perdeu em 2011 também para o rival da Sérvia.

Só de Grand Slam, o espanhol tem 23 finais - está atrás apenas do suíço Roger Federer, que já disputou 29. Além dos dois títulos em Nova York, o tenista é o recordista de Roland Garros com 10 conquistas. São outros dois em Wimbledon e um no Aberto da Austrália.

Aos 31 anos, o espanhol vive grande temporada. O espanhol busca o seu quinto título no ano. Já ganhou Roland Garros e os Masters 1000 de Montecarlo e Madri, além do ATP 500 de Barcelona, todos no saibro. O último título em quadra dura foi em janeiro de 2014, quando levantou o troféu do ATP 250 de Doha, no Catar.

"Tem sido uma temporada incrível para mim após momentos difíceis. Estou muito feliz. Significa muito estar aqui nessa quadra diante dessa plateia incrível. Lutar aqui pelo título é muito importante para mim", disse Rafael Nadal após a vitória sobre Juan Martin del Potro na semifinal.

O tenista sul-africano Kevin Anderson, também de 31 anos, tem apenas três títulos de ATP na carreira e busca encerrar um jejum de mais de dois anos - a última conquista foi o ATP 250 de Winston Salem, também em solo norte-americano, em 2015.

Outro motivador para a decisão é a chance de fazer com que a África do Sul conquiste um título de Grand Slam pela primeira vez desde 1981, quando Johan Kriek foi o campeão do Aberto da Austrália, em Melbourne. Antes disso, um sul-africano chegou à final do US Open pela última vez em 1965, com Cliff Drysdale.

Atual 32.º colocado do ranking da ATP, Kevin Anderson é o jogador com o ranking mais baixo a disputar uma final de Grand Slam desde 2008, quando o francês Jo-Wilfried Tsonga decidiu o Aberto da Austrália sendo apenas o número 38 do mundo. O sul-africano pode ser também o campeão com o menor ranking desde o argentino Gaston Gaudio, em Roland Garros, em 2004 (44.º lugar). Em 1997, Gustavo Kuerten ganhou em Paris sendo o 66.º do mundo.

Tudo o que sabemos sobre:
TênisTênis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.