Coria se machuca e Roddick fica com título

Dono de um dos saques mais violentos do circuito e de um jogo agressivo, Andy Roddick revelou sua força ao conquistar neste domingo o título do Masters Series de Key Biscayne, em Miami, ao derrotar Guillermo Coria por 6/7 (7/2), 6/3, 6/1 e desistência do argentino, que desde o meio do primeiro set acusou uma contusão nas costas. Não se pode dizer que este fato tira o brilho da vitória do norte-americano. Afinal, tem técnica e jogo suficiente para merecer este campeonato, em que enbolsou um cheque de mais de US$ 500 mil e somou cem pontos para a corrida dos campões e outros 500 no ranking mundial.A conquista teve um sabor especial para este jovem tenista norte-americano. Sempre muito arrogante e espalhafatoso em suas comemorações, Roddick, desta vez, revelou-se emocionado. Este foi seu primeiro título em Miami, onde vive atualmente c lugar que conquistou um de seus mais importantes títulos como juvenil, o de Orange Bowl. Esteve simpático nos agradecimentos e fez muitos elogios ao adversário, Guillermo Coria.Para o tenista argentino, não havia muito o que reclamar desta derrota, apesar de estar visivelmente decepcionado com a impossibilidade de lutar até o fim, por causa de fortes dores nas costas. Coria só chegou a decisão com uma certa dose de sorte. Por duas vezes, esteve prestes a ser eliminado: na terceira rodada diante do francês Julien Bennetau e, nas semifinais, contra o chileno Fernando Gonzalez.Com a lesão nas costas, Coria deve desfalcar a equipe da Argentina, que de 9 a 11 de abril, tem um difícil confonto pelas quartas-de-final do Grupo Mundial da Davis. Os argentinos jogam em Minsk, contra a Bielo Rússia, de Max Mirnyi, em quadra de carpete coberto. O time já tinha perdido David Nalbandian, contundido, que foi substituído por Juan Mônaco e agora pode ficar sem Coria.Os Estados Unidos, com o embalado Andy Roddick, vão jogar em casa, em Delray Beach, em quadra de cimento aberta, contra a Suécia. Em outros confrontos desta semana, pelo Grupo Mundial, a Suíça, do número 1 do mundo, Roger Federer, recebe os vizinhos franceses, em Prilly, em quadra de cimento coberta, enquanto a Espanha espera fazer a festa em Maiorca, ao enfrentar a Holanda, em quadra de saibro.O time brasileiro, comandado por Carlos Chabalgoity, já está treinando há dias na Costa do Sauípe, com esperanças de vencer o Paraguai de Ramon Delgado. Uma vitória garantiria ao Brasil uma vaga no playoff, em setembro com chances de retornar ao Grupo Mundial. Os ingressos para quem quiser aproveitar a Semana Santa em um verdadeiro paraíso, como o Sauípe, já estão a venda. Os mais baratos custam R$ 30,00, mas o pacote para os três dias de jogo custam R$ 70,00.Camarotes estão sendo vencidos a R$ 200,00 e R$ 700, para os três dias.As compras podem ser feitas pelo telefone (11) 68.46.6000 para São Paulo, ou 0300 789 6846 para todo o Brasil. Também podem ser encontrados no site da Ticketmaster.com.br.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.