Cristiano Andujar/AFP
Cristiano Andujar/AFP

Borna Coric exalta importância do duelo com Bellucci na Davis

Croata de 18 anos ganhou de Feijão por 3 sets a 0 na estreia

FÁBIO BISPO, O Estado de S. Paulo

19 de setembro de 2015 | 13h56

Número 33 do ranking da ATP, Borna Coric é a principal esperança do país dos Balcãs para o duelo contra o Brasil na repescagem do Grupo Mundial da Copa Davis. Depois de bater João "Feijão" Souza por 3 sets a 0 (parciais de 6/4, 7/5 e 6/1), na manha deste sábado (19), o croata de apenas 18 anos igualou o placar na repescagem da Copa Davis em Florianópolis em 1 a 1.

Neste domingo, Coric enfrenta o número 1 do time brasileiro, Thomaz Bellucci, 30º do mundo, no confronto previsto para as 10h. A partida é uma das mais aguardados da série melhor de cinco. Apenas três posições separam os dois tenistas no ranking da ATP.

"Eu treinei com o Bellucci durante o US Open. Ele é muito bom jogador e está em uma das melhores temporadas da carreira. Será um jogo muito difícil, com certeza. É um jogo muito importante, ainda mais dependendo do resultado das duplas hoje, por isso ganha ainda mais importância", avaliou Coric. No ano, o croata tem 23 vitórias e 22 derrotas. Já Bellucci tem 27 triunfos e 22 derrotas.

Coric mostrou-se mais concentrado em quadra na manhã deste sábado para finalizar a partida interrompida na sexta, devido um temporal. "Essas coisas acontecem, obviamente não queria, mas eu já estava esperando pela chuva. Hoje, treinei bem forte antes do jogo, sabia que poderia durar muito tempo ou cinco minutos e foi realmente isso que aconteceu", contou o croata.

Apesar da idade, Coric mostrou maturidade e ignorou as provocações da torcida, que tentou empurrar Feijão para uma virada. "É normal, todos estavam apoiando ele, isso acontece em Copa Davis, é normal. Eu não me deixei abater por isso, consegui fazer o meu jogo e sair com a vitória", finalizou.

Thomaz Bellucci abriu a Davis com vitória sobre o 499.º do mundo, Mate Delic, por 3 sets a 1. Bellucci reconheceu erros na primeira partida e disse que terá que "ser mais agressivo" para conseguir bater Coric.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisCopa DavisBorna Coric

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.