Cresce cotação de Guga em Paris

Com mais uma vitória impressionante, ao marcar 6/4, 6/4 e 6/4 no argentino Agustin Calleri, o brasileiro Gustavo Kuerten aumentou sua cotação para chegar mais uma vez ao título de Roland Garros 2001. O assunto em Paris já é uma possível semifinal diante de espanhol Juan Carlos Ferrero. Guga, porém, quer construir sua campanha tijolo por tijolo e prefere manter-se comedido nos comentários."Acho que esta vitória sobre o Calleri foi muito importante para eu dar mais um passo até chegar a segunda semana, nas quartas-de-final, semifinal ou mais até", comentou Guga. "Não joguei tão bem quanto na primeira partida, mas o resultado foi muito importante para ganhar ritmo e construir minha caminhada em Roland Garros." Os comentários sobre um novo duelo com o espanhol Juan Carlos Ferrero - como na final do Masters Series de Roma - não animam Guga. Certo de que uma classificação para a semifinal ainda está separada por muitos obstáculos para os dois tenistas, prefere deixar esta possibilidade ao acaso."Tudo não passa de estatísticas, de números, e assunto vai ficar no ar até que algum tenista ganhe de um de nós", afirmou Guga. ?Por enquanto, prefiro pensar apenas no próximo jogo." No caminho de Guga ainda há bons adversários. Na sexta-feira, vai enfrentar um já velho conhecido, o marroquino Karim Alami, simpático tenista casado com a paulista Nathalie, e muito próximo dos brasileiros por falar bem o português. Até agora, Guga e Alami se enfrentaram por três vezes com duas vitórias do brasileiro.No caso de se projetar resultados, um assunto que não agrada qualquer tenista, Guga ainda poderia ter um desafio complicado nas quartas-de-final, diante do russo Yevgeny Kafelnikov, jogador que também enfrentou nesta mesma fase, no ano passado, num jogo muito equilibrado e que o brasileiro esteve por muitas vezes com sua vitória ameaçada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.