Sebastião Moreira/EFE
Sebastião Moreira/EFE

Croácia pode mudar estratégia em possível 'final' contra Feijão

Duplista Ivan Dodig pode entrar no lugar de Mate Delic

FABIO BISPO, O Estado de S. Paulo

19 de setembro de 2015 | 18h21

A Croácia pode mudar a estratégia caso o Brasil consiga chegar até a quinta partida na repescagem da Copa Davis em Florianópolis. Ivan Dodig, que ao lado de Franko Skugor derrotou Marcelo Melo e Bruno Soares nas duplas neste sábado, pode entrar no lugar de Mate Delic, derrotado na sexta por Bellucci, numa possível "final" contra João Souza, o Feijão. O Brasil precisa de duas vitória para virar e seguir na elite do tênis mundial.

Com a vantagem de 2 a 1 no placar, só a vitória interessa no confronto entre Thomaz Bellucci e Borna Coric. No caso de empate, Feijão deve jogar a final. "Eu estou pronto, se precisar. Eu joguei contra ele (Feijão) na Austrália e foi um jogo muito difícil. Ele joga melhor no Brasil, ainda mais no saibro. Mas quem for jogar vai estar preparado. Se eu tiver que entrar em quadra, estou pronto", disse.

Apenas 499º do mundo, Mate Delic substituiu Marin Cilic, 14º do mundo, lesionado. Na sexta-feira, Delic perdeu por 3 sets a 1 na abertura do confronto para Bellucci, o número 1 brasileiro e 30º no ranking ATP.

Após a vitória nas duplas, Dodig se mostrou confiante, mas a decisão cabe ao capitão Zeliko Krajan. "Mesmo que eu já estivesse planejado algo, não contaria", declarou Krajan. "Mate Delic jogou bem ontem e não se desgastou muito. Está em boa forma e ainda é uma opção. O Ivan (Dodig) jogou por quase quatro horas hoje, não vai ser fácil para ele jogar amanhã também. Vamos ver", emendou.

O Brasil precisa das duas vitórias para se manter no Grupo Mundial da Copa Davis. A derrota de Melo e Soares surpreendeu a equipe, que até agora só conseguiu marcar ponto com Bellucci. Uma derrota na manhã deste domingo encerra o duelo e empurra o Brasil para o Zonal Americano da competição.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisCopa DavisCroáciaBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.