Cusparada de Chela pode custar caro

As comemorações do australiano Lleyton Hewitt, com os gritos de "come on" (vamos) costumam irritar a qualquer um. E na última rodada, seu adversário, o argentino Juan Ignacio Chela ficou de sangue quente depois de perder o seu serviço e não suportou as provocações de Hewitt, dando uma cusparada na sua direção, no troca de lado entre os jogadores. Apesar da hostilidade, o episódio parece estar superado entre os dois tenistas, que conversaram no vestiário. Chela pediu desculpa, disse que cuspiu no chão e Hewitt confirmou. "Vamos esquecer isso."Só que os australianos não se deram por satisfeitos. Apesar de o juiz de cadeira, Peter Belinger, não ter relatado nada na súmula, os organizadores do torneios prometem analisar as imagens gravadas pela televisão e ameaçam punir o argentino com multa e perda dos prêmios e pontos acumulados na competição.Hewitt venceu por 6-2, 4-6, 6-1 e 6-4. No intervalo do 6º para o 7º game do quarto set, ocorreu a cena polêmica. Hewitt confessou. "Não achei a atitude correta, mas já na hora de nos cumprimentarmos na rede, o Chela pediu desculpas e para mim está tudo bem." O tenista argentino, apesar de ter as imagens contra, diz que não tentou cuspir na direção do australiano, mas sim no chão. "Estava bastante contrariado naquele momento", reconheceu o argentino. "Mas já conversamos no vestiário e acertamos tudo".Ainda neste domingo, a organização do Aberto da Austrália promete fazer um comunicado. A Federação Internacional (ITF) já se manifestou dizendo que não viu nada de incorreto. A verdade é que Hewitt exagera e seus adversários já estão no limite. O tenista australiano esteve bem mais comportado nos últimos tempos, mas agora, jogando em casa, teve uma recaída.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.