Daniel avança, e Brasil terá 3 tenistas em Roland Garros

O Brasil vai contar com três tenistas na chave principal de Roland Garros, o segundo Grand Slam da temporada. Marcos Daniel conseguiu se classificar nesta sexta-feira, vencendo sua terceira partida no qualifying, e se juntou a Thomaz Bellucci, pré-selecionado, e a Franco Ferreiro, que também passou pelo qualificatório. A única derrota do País nesta sexta foi com Thiago Alves, que está fora do torneio.

AE, Agencia Estado

22 de maio de 2009 | 12h19

Thiago, número 118 do ranking da ATP nesta semana, foi derrotado pelo polonês Lukasz Kubot, 137º do mundo, por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 3/6 e 10/8, após três horas de partida - só no último set foram 110 minutos de jogo. Thiago teve seu saque quebrado no 11º game do último set, conseguiu escapar da derrota devolvendo a quebra no game seguinte, mas acabou derrotado depois.

Daniel teve bem mais facilidade: atropelou o indiano Somdev Devvarman, número 138 do ranking da ATP, com 6/0 e 6/1, em apenas 58 minutos de partida, e se credenciou para disputar o Grand Slam francês pelo segundo ano consecutivo - no ano passado, chegou à segunda rodada, depois do abandono de Juan Carlos Ferrero, mas perdeu para o austríaco Jurgen Melzer por 3 sets a 2.

O tenista gaúcho, de 30 anos, teve um mau começo de ano, por causa de uma contusão, e nem conseguiu disputar o Brasil Open. De março para cá, no entanto, reagiu e obteve bons resultados, voltando ao top 100 e conseguindo dois títulos em challengers, em Marrakesh, no Marrocos, e Zagreb. Nesta semana, está em 96º lugar, e seu adversário na estreia ainda não está definido - mas pode ser Rafael Nadal, que foi sorteado para enfrentar um dos 16 tenistas que saíram do qualifying.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.