Christophe Ena/AP
Christophe Ena/AP

Daniel dá trabalho, mas Nadal avança em Roland Garros

Atual campeão, espanhol precisou de duas horas e 23 minutos para vencer o brasileiro por 7/5, 6/4 e 6/3

AE, Agencia Estado

25 de maio de 2009 | 10h34

O brasileiro Marcos Daniel teve uma boa atuação, mas não conseguiu passar por Rafael Nadal nesta segunda-feira, em jogo pela primeira rodada de Roland Garros. O número 1 do mundo precisou de 2 horas e 23 minutos para derrotar o gaúcho por 3 sets a 0, com parciais de 7/5, 6/4 e 6/3, e manter sua invencibilidade nas quadras de saibro de Paris.

Veja também:

linkFederer vence espanhol na estreia em Roland Garros

linkBellucci e Alves são eliminados em Roland Garros   

linkFranco Ferreiro sofre virada e é eliminado na França  

linkDavydenko estreia com vitória fácil na França

linkRoddick vence na estreia em Roland Garros após 4 anos 

especialTeste seus conhecimentos sobre Roland Garros

Daniel, que caiu uma posição nesta semana no ranking da ATP, e ocupa agora o 97.º lugar, mostrou um jogo consistente e obrigou o espanhol a sair para o jogo, forçando muitas bolas e cometendo vários erros - Nadal terminou a partida com 32 erros não forçados, contra 26 do brasileiro, e 36 winners (bolas vencedoras), contra 24 de Daniel.

A melhor chance do tenista gaúcho foi no começo do segundo set, quando ele quebrou o saque de Nadal no quarto game e chegou a abrir 3/1, mas se desconcentrou, perdeu o serviço nos dois games seguintes e viu o espanhol fechar a parcial sem ser ameaçado. No terceiro set, Daniel cedeu o saque logo no primeiro game, e Nadal teve a chance de fechar em 5/2, mas o brasileiro, num último suspiro, conseguiu a quebra. Mas, na etapa seguinte, com seu saque, não conseguiu segurar o jogo do espanhol e acabou derrotado.

O próximo adversário de Nadal em Roland Garros sairá do duelo entre os russos Igor Kunitsyn e Teimuraz Gabashvili, que se enfrentam ainda nesta segunda-feira. Atual tetracampeão do torneio, Nadal nunca perdeu um jogo em Roland Garros.

O suíço Stanislas Wawrinka, 18.º no ranking da ATP, teve bem mais dificuldades do que esperava para superar o francês Nicolas Devilder, número 60, por 3 sets a 2, parciais de 6/3, 5/7, 2/6, 6/4 e 6/4, em quase quatro horas de partida. Na próxima rodada, Wawrinka enfrentará o vencedor de outra maratona, o chileno Nicolas Massu, que precisou de 3 horas e 43 minutos para vencer o austríaco Daniel Koellerer também em cinco sets, parciais de 6/3, 6/4, 1/6, 2/6 e 6/3.

Outro chileno a avançar foi Fernando Gonzalez , que eliminou com tranquilidade o checo Jiri Vanek, com 3 a 0, parciais de 6/3, 6/2 e 6/3. Seu próximo adversário será o vencedor do jogo entre o português Rui Machado e o belga Kristof Vliegen.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.