Fadi Al-Assaad/Reuters
Fadi Al-Assaad/Reuters

De olho no topo, Serena vence fácil na estreia no Torneio de Doha

Número dois do mundo precisou de menos de 1 hora para vencer russa Daria Gavrilova

AE, Agência Estado

12 de fevereiro de 2013 | 16h45

DOHA - De olho na liderança do ranking, a norte-americana Serena Williams não teve dificuldades para vencer em sua estreia no Torneio de Doha. Ela precisou de apenas 54 minutos para superar a russa Daria Gavrilova por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/1, e avançar às oitavas de final.

Serena, que estreou direto na segunda rodada, enfrentará na sequência a vencedora do confronto entre a italiana Roberta Vinci e a polonesa Urszula Radwanska. Se avançar, poderá cruzar com a checa Petra Kvitova, atual número oito do mundo.

Número dois do mundo, a norte-americana depende apenas de si mesma para retomar a liderança do ranking. Como não competiu em Doha, em 2012, ela precisa apenas alcançar a semifinal para voltar ao topo do tênis feminino, independentemente dos resultados das rivais Victoria Azarenka, atual líder do ranking, e de Maria Sharapova, atual número 3.

Nesta terça-feira, Serena teve seu primeiro teste desde a queda surpreendente diante da jovem compatriota Sloane Stephens nas quartas de final do Aberto da Austrália. Na ocasião, a experiente tenista acusou dores nas costas ao fim da partida.

Desta vez, teve pouco trabalho para eliminar a tenista número 160 do mundo. Contou com grande aproveitamento no primeiro serviço para salvar cinco break points e manter seu saque até o fim do duelo. Assim, impôs quatro quebras de serviço sobre a adversária russa, duas em cada set, e confirmou o favoritismo.

Mais cedo, a russa Maria Kirilenko não teve forças para chegar ao fim da sua partida de estreia. A 12ª cabeça de chave alegou dores no ombro para desistir da competição quando perdia para a compatriota Ekaterina Bychkova por 3/0 no primeiro set. Na segunda rodada, Bychkova vai enfrentar a eslovaca Daniela Hantuchova.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.