John Amis/AP
John Amis/AP

De virada, Isner vence Harrison e fatura 5º título em 6 anos em Atlanta

Norte-americano supera compatriota em torneio de nível ATP 250

Estadão Conteúdo

29 de julho de 2018 | 21h02

Com a ajuda de 21 aces, John Isner virou sobre Ryan Harrison numa final totalmente americana do Torneio de Atlanta e se sagrou campeão da competição pela quinta vez nos últimos seis anos. Na decisão, o atual número nove do mundo venceu o compatriota pelo placar de 2 sets a 1, com parciais de 5/7, 6/3 e 6/4.

+ 'Lucky loser', tenista sérvia se sagra campeã do Torneio de Moscou

+ Italiano de 22 anos surpreende, vence Torneio de Gstaad e conquista 1º título ATP

Curiosamente, os dois tenistas já haviam decidido o título de Atlanta, torneio de nível ATP 250, na temporada passada. Isner levou a melhor também. Ele soma agora 14 troféus no circuito da ATP, sendo dois neste ano - em março, foi campeão do Masters 1000 de Miami, nos Estados Unidos, sua maior conquista da carreira até agora.

Isner e Harrison, 53º do mundo, fizeram um duelo equilibrado do início ao fim da decisão deste domingo. Harrison levou vantagem no set inicial ao faturar uma quebra de saque, na única oportunidade cedida pelo compatriota, e não ter o seu serviço sob ameaça ao longo de toda a parcial.

No segundo set, Harrison chegou a ter quatro break points, porém não aproveitou nenhum deles. Isner, mais eficiente converteu a única chance dada pelo rival e empatou o duelo. No terceiro set, o favorito cresceu no jogo e não teve o serviço ameaçado. Além disso, obteve uma quebra em três oportunidades no saque de Harrison, selando a vitória após duas horas de confronto.

Disputado sobre quadra dura, o Torneio de Atlanta é o primeiro da série de competições preparatórias para o US Open. O quarto e último Grand Slam da temporada terá início no dia 27 de agosto.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
tênisJohn IsnerRyan Harrison

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.