Jean-Paul Pelissier/Reuters
Jean-Paul Pelissier/Reuters

De virada, Tsonga derrota Berdych e conquista Torneio de Marselha

Francês chegou a salvar um match point antes de vencer por 3/6, 7/6 (8/6) e 6/4

AE, Agência Estado

24 de fevereiro de 2013 | 14h17

MARSELHA - Jo-Wilfried Tsonga fez a festa da torcida francesa neste domingo ao conquistar o Torneio de Marselha. O tenista da casa chegou a salvar um match point antes de vencer de virada o checo Tomas Berdych, principal favorito ao título, por 3/6, 7/6 (8/6) e 6/4, na decisão.

O atual número 8 do mundo, que já havia salvado 5 match points nas quartas de final, faturou seu primeiro título da temporada e o 10.º da carreira ao bater o rival em 2h10min. Com a vitória, Tsonga devolveu as derrotas sofridas nos últimos três jogos contra Berdych, todas em 2012. O francês tinha duas vitórias sobre o adversário, uma delas por W.O.

"Isto significa muito mais que o 10.º título. Eu pude sentir a vitória chegando. Trabalhei duro. É uma recompensa pelos meus esforços no começo da temporada. É incrível. Joguei melhor do que no ano passado", comentou o tenista da casa. Tsonga, que venceu em Marselha em 2009, contratou em outubro um novo treinador, o australiano Roger Rasheed, para tentar surpreender neste ano.

E conseguiu desbancar Berdych, sexto colocado do ranking, neste domingo. Tsonga saiu atrás no placar, ao perder o set inicial, mas não desanimou. Nem mesmo quando o checo teve um match point na segunda parcial. O francês evitou a vitória do adversário e levou o confronto para o terceiro set.

Com bons saques - foram 17 aces em toda a partida - e erros do rival, Tsonga se impôs em quadra no terceiro set. E, com sua primeira e única quebra de saque no jogo, abriu vantagem para vencer o jogo.

"A vitória esteve muito perto. Eu tive grandes chances", lamentou Berdych. "Tive azar, não fui capaz de aproveitar. Isso acontece às vezes", comentou o checo, campeão da Copa Davis no ano passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.