De volta à Espanha, Nadal nega ser o maior esportista do país

Rafa Nadal chegou nesta quarta-feira a Madri após ter se tornado apenas o sétimo tenista da história a conquistar os quatro Grand Slams, mas negou que seja o maior esportista espanhol de todos os tempos.

REUTERS

15 de setembro de 2010 | 12h42

O tenista de 24 anos já participou de uma série de atos públicos e aparições na tevê desde que conquistou seu primeiro título do Aberto dos Estados ao derrotar o sérvio Novak Djokovic na final de segunda-feira.

Apesar da vitória em NY, que se soma aos cinco títulos no Aberto da França, dois de Wimbledon e um Aberto da Austrália, Nadal disse que não pode ser considerado o maior esportista espanhol de todos os tempos.

"Não acredito de forma alguma. E mais, com certeza eu não sou", disse Nadal a jornalistas no aeroporto de Madri. "Seria uma grande arrogância da minha parte. Todos os atletas têm um mérito pelo que significam em seu esporte."

Tudo o que sabemos sobre:
TENISNADALESPANHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.