De volta ao tênis após lesão, Bia Haddad é convidada para o Rio Open

Após ficar praticamente todo o segundo semestre parada por lesão, Bia Haddad Maia voltou às quadras nesta semana, num torneio de nível ITF em Guarujá, no litoral de São Paulo. Após mostrar que está recuperada do problema no ombro, ela recebeu convite para disputar o Rio Open, entre 15 a 21 de fevereiro, no Jockey Club Brasileiro.

Estadão Conteúdo

21 Janeiro 2016 | 17h12

"O Rio Open é um torneio muito especial para mim ainda mais agora que tenho o Rio de Janeiro como base de treinamentos. Novamente eu vou dar o meu melhor e espero ir ainda mais longe do que no ano passado", comentou Bia, que no ano passado chegou até as quartas de final do torneio.

Sem jogar um torneio da WTA desde a eliminação na primeira rodada de Wimbledon, em junho, Bia despencou para o 246.º lugar do ranking, tendo que defender, no Rio, 60 dos 184 pontos que ela atualmente tem no ranking.

O Rio Open promete ser um dos torneios mais fracos da temporada 2016 no tênis feminino, uma vez que o torneio conta com apenas uma atleta posicionada entre as 40 melhores do ranking mundial: a canadense Eugenie Bouchard, que em 2014 foi vice-campeã de Wimbledon e semifinalista em Roland Garros e do Aberto da Austrália, chegando, naquele ano, ao quinto lugar do ranking mundial

A primeira cabeça de chave será a brasileira Teliana Pereira, atualmente número 46 do ranking. No total, serão 11 tenistas entre as top 100 e jogadoras de 15 nacionalidades. A lista ainda conta com a italiana Francesca Schiavone, atual 114.ª do ranking.

Mais conteúdo sobre:
tênisBia HaddadRio Open

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.