Geert Vanden Wijngaert/AP
Geert Vanden Wijngaert/AP

De volta para casa, Kim Clijsters só quer saber de descanso

Campeã do US Open, belga foge da badalação e fala em mais tempo em família; 'É uma sensação gratificante'

Redação,

16 de setembro de 2009 | 12h53

Com um troféu do US Open na bagagem, Kim Clijsters desembarcou nesta quarta-feira, no aeroporto de Bruxelas, na Bélgica. Mesmo com o cansaço da viagem de volta, a belga não se importou em atender aos fãs, distribuir autógrafos, mas tratou de ir logo para a casa e curtir a vida em família.

 

Veja também:

link Potro é recebido como herói na Argentina

link Justine Henin parabeniza Kim Clijsters pelo título

especial US OPEN - Leia mais sobre o torneio

especial QUIZ - Responda às perguntas sobre o US Open

especial INFOGRÁFICO - Saiba tudo sobre o torneio

Mãe da pequena Jada, de apenas 18 meses, Clijsters não falou em competições futuras, disputa por ranking e sua a volta ao circuito profissional, depois de dois anos e meio parada. Aos 26 anos, a ex-número 1 do mundo vive outra realidade e faz questão de ficar de fora da badalação, dos holofotes e das longas entrevistas em programas de tevê, o que seria natural pela conquista de um Grand Slam.

 

"Enfim cheguei em casa nesta manhã, depois de três meses fora. É muito gratificante estar de volta", disse a belga, que também agradeceu a recepção feita pelos fãs, em seu site oficial.

 

Ainda na quadra central de Flushing Meadows, em Nova York, Clijsters correu para abraçar a filha. Emocionado e com a pequena no colo, disse que não esperava os resultados obtidos, com apenas dois meses de preparação. A belga parece não acreditar ainda no seu feito.

 

"Não sei mencionar em palavras o que aconteceu comigo no US Open, ou mesmo, em todas essas poucas semanas de competição. Havia dito em Cincinnati que estava em uma nova aventura, sem criar grandes expectativas", contou a tenista. "O que aconteceu em Nova York foi como um sonho, mas agora só penso em descansar".

Tudo o que sabemos sobre:
tênisGrand SlamUS OpenKim Clijsters

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.