EFE
EFE

Del Potro coloca em dúvida participação no Aberto da Austrália

Ex-número quatro do mundo teme não se recuperar fisicamente a tempo de competir

O Estado de S.Paulo

21 de dezembro de 2016 | 09h43

O tenista argentino Juan Martín del Potro colocou em dúvida sua participação no Aberto da Austrália, o primeiro Grand Slam da temporada, em janeiro, e no primeiro confronto da Argentina na Copa Davis, no início de fevereiro. O ex-número quatro do mundo teme não se recuperar fisicamente a tempo de competir em Melbourne, depois de uma temporada mais longa e desgastante que o esperado, neste ano.

"O que eu preciso é de alguém para me deixar fisicamente em condições para aguentar o ano todo [em 2017]", afirma o argentino, ainda surpreso com a temporada que teve em 2016. Voltando de seguidos problemas físicos, ele mostrou rápida evolução. Foi medalha de prata nos Jogos Olímpicos do Rio-2016 e ajudou a Argentina a faturar o título da Copa Davis.

Foi justamente a disputa da Davis que acabou alongando a temporada do argentino, restando pouco tempo para férias e pré-temporada. "Há pouco tempo para o Aberto da Austrália e é improvável que eu consiga estar pronto a tempo", diz o tenista. O Grand Slam australiano começará no dia 16 de janeiro.

"Estamos procurando definir qual é a nossa prioridade. Se o tênis pôde me esperar por dois anos, acho que a Austrália pode me aguardar por mais um", afirma Del Potro, que pouco jogou em dois anos em razão de lesões no punho esquerdo.

O tenista admite dúvida até para competir novamente na Davis, no mês seguinte, quando a Argentina vai iniciar a defesa do título, contra a Itália, em Buenos Aires. "Temos ainda algum tempo até lá, mas não muito. E será uma disputa no saibro, superfície que tem me dado trabalho", afirma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.