Del Potro encerra domínio de Federer no Aberto dos EUA

O argentino Juan Martín del Potro derrotou o suíço Roger Federer na final do Aberto dos Estados Unidos na segunda-feira, e se tornou o mais novo membro do clube dos vencedores de um Grand Slam.

REUTERS

15 de setembro de 2009 | 07h58

Com 1,98 metro de altura, o argentino superou Federer com parciais de 3-6 7-6 4-6 7-6 e 6-2 para conquistar seu primeiro título de Grand Slam.

Em um emocionante combate de quatro horas, com incontáveis erros de Federer, tira-teimas, brigas com o árbitro e acenos para os fãs, foi Del Potro quem mostrou a mão mais forte e brilhou por último, negando o sexto título consecutivo no Aberto dos Estados Unidos ao suíço.

Depois de ganhar um terceiro match point após uma dupla falta, um incrédulo del Potro manteve-se atento à bola enquanto via Federer errar o backhand para selar a vitória.

Ele largou a raquete e se deitou na quadra cobrindo o rosto com as mãos. Ainda em choque, del Potro se levantou enquanto as lágrimas começaram a cair.

"Eu tinha dois sonhos esta semana --um era vencer o Aberto dos Estados Unidos e o outro é ser como Roger", disse à multidão o argentino de 20 anos, que ganhou 1,85 milhão de dólares pela conquista.

Virando-se para Federer, o número seis do mundo colocou: "Um já foi, mas preciso melhorar muito para ser como você. Você lutou até o último ponto, é um grande campeão. Isso ficará nas minhas lembranças para sempre".

Campeão do Aberto da França e de Wimbledon, Federer tentava seu 16o título de Grand Slam na final de segunda-feira, e disse: "Eu fiz um grande torneio, mas ele era o melhor".

Tudo o que sabemos sobre:
TENISDELPOTROCAMPEAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.