Del Potro x Stepanek abrirá semi da Davis na Argentina

A ordem das partidas do confronto entre Argentina e República Checa, pela semifinal da Copa Davis, foi sorteada nesta quinta-feira e terá como primeiro duelo o embate entre Juan Martín del Potro e Radek Stepanek. Eles abrirão nesta sexta a melhor de cinco jogos entre os dois países no Parque Roca, em Buenos Aires.

AE-AP, Agência Estado

13 de setembro de 2012 | 13h13

Logo após o primeiro duelo, Juan Monaco e Tomas Berdych farão a segunda partida do dia, enquanto para sábado está previsto o confronto de duplas, no qual Carlos Berlocq e Eduardo Schwank medirão forças com Lukas Rosol e Ivo Minar. Já para domingo está programado a inversão dos jogos de sexta, com Del Potro pegando Berdych, antes de Monaco ter pela frente Stepanek.

Ao falar sobre o que espera para este embate da Davis, Del Potro destacou que tentará "não pensar" na lesão em seu pulso esquerdo, que o obrigará a atuar no sacrifício para ajudar seu país a chegar a mais uma final da competição. "Jogarei apesar das recomendações dos médicos e da dor que possa sentir", disse.

Atual oitavo colocação do ranking mundial, Del Potro tem uma distensão em um ligamento do pulso esquerdo e, embora tenha sido aconselhado a repousar o local lesionado neste momento, jogará esta semifinal da Davis em uma atitude que o médico da equipe argentina na Davis, Miguel Khoury, qualificou como um "ato de coragem".

"Eu peço a Deus que me proteja. Jogo para retribuir ao público todo o carinho que me deu durante os inesquecíveis Jogos Olímpicos", disse Del Potro, ao comentar a competição na qual obteve a medalha de bronze ao bater o sérvio Novak Djokovic na decisão do terceiro lugar.

Já Berdych, atual sexto colocado do ranking da ATP e principal trunfo checo neste confronto entre os dois países, minimizou a importância do fato de que venceu Monaco nos cinco jogos que travou com o argentino até hoje, assim como Stepanek leva vantagem no retrospecto diante de Del Potro. "Cada jogo é diferente. Del Potro e Monaco são dois grandes jogadores do circuito e em casa serão mais temíveis ainda. Jogarão com todo o público a favor e um estádio que conhecem bem", enfatizou.

Quem levar a melhor nesta semifinal irá encarar na decisão os vencedores do confronto entre Espanha e Estados Unidos, que começarão a se enfrentar nesta sexta, em Gijón (ESP). A República Checa, ainda sob o nome da extinta Checoslováquia, ganhou a Davis em 1980, enquanto a Argentina foi derrotada nas finais de 1981 (para os norte-americanos), 2006 (diante da Rússia), 2008 e 2011, sendo estas duas últimas para os espanhóis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.