Divulgação
Divulgação

Demoliner é eliminado nas quartas de final das duplas no Marrocos

Ao lado do checo Roman Jebavy, brasileiro foi derrotado por 2 sets a 1

Estadão Conteúdo

12 de abril de 2018 | 11h26

O brasileiro Marcelo Demoliner não foi além do seu segundo compromisso na chave de duplas do Torneio de Marrakesh, ATP 250 marroquino disputado em quadras de saibro. Nesta quinta-feira, o gaúcho e o checo Roman Jebavy caíram nas quartas de final com a derrota de virada para os franceses Benoit Paire e Edouard Roger-Vasselin por 2 sets a 1, com parciais de 6/7 (5/7), 6/3 e 10/5, em 1 hora e 29 minutos.

+ Favoritos, alemão e espanhol são eliminados no Torneio de Marrakech

+ República Checa terá Pliskova e Kvitova e EUA convocam Stephens para Fed Cup

+ Argentina e Colômbia duelarão nos playoffs por vaga na elite da Davis

Número 55 do ranking de duplistas, Demoliner não possui um parceiro fixo no circuito. Na semana passada, ele compôs dupla com Marcelo Melo em confronto do Zonal Americano I da Copa Davis contra os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah e teve êxito no confronto, ainda que o triunfo não tenha sido suficiente para o Brasil vencer a série.

De volta aos torneios da ATP nesta semana, Demoliner se juntou a Jebavy em Marrakesh e eles triunfaram na rodada de estreia, na quarta-feira. Nesta quinta, porém, sucumbiram diante da dupla francesa, falhando na busca por uma vaga nas semifinais.

Demoliner e Jebavy até se deram bem no primeiro set do duelo. Após cada dupla obter uma quebra de serviço, eles se deram melhor no tie-break, vencido por 7/5. Na segunda parcial, porém, cometeram três duplas faltas, não aproveitaram nenhum dos três break points e ainda perderam o saque uma vez, sendo batidos por 6/3. Já no match tie-break, o brasileiro e o checo ofereceram pouca resistência e acabaram dando adeus ao Torneio de Marrakesh.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisMarcelo Demoliner

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.