Depois de Federer, Roddick é outro favorito a cair em Toronto

Andy Roddick destruiu sua raquete nochão para lamentar a derrota por 6-4, 4-6 e 6-4 para o croatade 19 anos Marin Cilic na terceira rodada do Masters Series deToronto, nesta quinta-feira. Com o mundo do tênis ainda tentando absorver a derrota donúmero 1 do mundo, Roger Federer, para o francês Gilles Simonna véspera, Cilic causou outra surpresa ao eliminar o sextocabeça-de-chave do torneio em pouco menos de duas horas. Simon, depois da vitória citada por ele como a maior dacarreira, voltou a jogar bem nesta quinta-feira, 14 horasdepois de derrotar Federer, e avançou para as quartas-de-finalcom uma vitória por 6-3 e 6-4 sobre o argentino José Acasuso. Numa quadra central lotada, o atual campeão Novak Djokoviccontinuou a mostrar seu excelente jogo e passou pelo suecoRobin Soderling por 6-4 e 6-4, também alcançando asquartas-de-final. O sérvio de 21 anos segue a caminho de umasemifinal contra o campeão de Wimbledon e Roland Garros, RafaelNadal. "Joguei o que precisava, nos momentos importantes euacertei algumas boas bolas", disse Djokovic, vencedor de trêstorneios neste ano, incluindo o Aberto da Austrália. Roddick, que disputava apenas sua 7a partida no ano apóster sofrido uma contusão no Masters de Roma, em maio, pareceuperplexo diante do jovem adversário de golpes potentes. Após perder o primeiro set, o norte-americano quebrou oserviço do adversário número 44 do mundo em 5-4 para levar asegunda parcial, mas não conseguiu manter o momento e Ciliclogo conseguiu uma quebra, que lhe garantiu a vantagem até ofinal. "Algo não estava confortável", disse Roddick a repórteres.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.