Derrota tira Guga da liderança

A derrota de Gustavo Kuerten para o sueco Thomas Johansson por 2 sets a 1, parciais de 6/3, 4/6 e 6/4, em jogo da segunda rodada do Masters Series de Miami, vai custar caro para o tenista brasileira. Com a precoce eliminação em um torneio que no ano passado chegou à final, Guga vai perder também a liderança do ranking mundial. Na próxima segunda feira, o russo Marat Safin irá aparecer no topo da lista da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP).A razão desta inversão de posições entre Guga e Safin é que o tenista brasileiro defendia 350 pontos do vice-campeonato do ano passado, enquanto o russo só tinha marcado cinco pontos, o que praticamente não altera seu total de pontos, embora também tenha saído cedo da competição: perdeu na primeira rodada.Em duas horas de jogo, Guga lutou muito para evitar este resultado.No primeiro set não esteve muito bem. Sacou mal, teve um índice muito baixo de aproveitamento de primeiro serviço, com 38%, quando uma média apenas razoável está em torno de 50%. Jogando praticamente só com seu segundo serviço, teve duas vezes o seu saque quebrado e perdeu a primeira série por 6 a 3.No segundo set, Guga iniciou a série de forma fulminante. Saiu quebrando o serviço do adversário, voltou a obter outra quebra e chegou a colocar-se numa cômoda vantagem de 5 a 1. Mesmo com esta grande vantagem, o tenista brasileiro mostrou sua instabilidade. Deixou o sueco encostar no placar com 4 a 5, mas sobreviveu a esta série aproveitando bem o primeiro set point que teve nas mãos.O equilíbrio voltou a imperar no terceiro e decisivo set. Guga não parecia tranqüilo e confiante em seus golpes, mas soube usar sua boa técnica e estratégia de jogo para manter suas esperanças de vitória. Só que no momento decisivo, Thomas Johansson, sem nada a perder, foi mais ousado, arriscou mais e conseguiu esta inesperada vitória, que tira o brasileiro da competição e da liderança do ranking mundial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.