Susan Mullane/USA Today
Susan Mullane/USA Today

Multado e eliminado, Kyrgios pede desculpas a Wawrinka

Australiano falou sobre suposta traição da esposa do suíço

Estadão Conteúdo

13 de agosto de 2015 | 19h37

Um dia após virar notícia negativa no circuito profissional, Nick Kyrgios se despediu do Masters 1000 de Montreal, nesta quinta-feira, ao ser derrotado pelo norte-americano John Isner por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/3. Antes de ser eliminado, o australiano pediu desculpas pela provocação que o tornou alvo de vaias durante o jogo contra Isner.

Apesar da vitória sobre Stan Wawrinka na noite de quarta, Kyrgios foi alvo de críticas de fãs, jogadores e treinadores. Durante a partida contra o suíço - que abandonou no terceiro set em razão de dores nas costas - ele afirmou que a atual namorada do rival, a croata Donna Vekic, teria tido relações sexuais com o também australiano Thanasi Kokkinakis, compatriota e amigo de Kyrgios.

"Kokkinakis c... sua namorada. Desculpe te contar isso, companheiro", declarou ao fim do primeiro set da partida, longo do rival. As palavras de Kyrgios foram captadas pelos microfones da transmissão da TV. Wawrinka só teve conhecimento da provocação após o jogo e pediu punição severa ao adversário.

Questionado sobre a provocação, o australiano afirmou ter dito a frase polêmica "no calor do momento". "Não sei, apenas disse. Pensei que ninguém havia escutado", reconheceu, na entrevista coletiva concedida logo depois do jogo. Nesta quinta, ele pediu desculpas a Wawrinka e ao público.

"Eu gostaria de aproveitar este momento para pedir desculpas pelos comentários que fiz durante a partida de ontem à noite contra Stan Wawrinka. Meus comentários foram feitos no calor do momento e são inaceitáveis em vários níveis. Além do pedido de desculpas em particular, gostaria de me desculpar publicamente também. Assumo total responsabilidade por minhas ações e me arrependo do que aconteceu", declarou o australiano.

O pedido de desculpas não livrou o jogador de uma punição da ATP. A Associação dos Tenistas Profissionais multou Kyrgios em US$ 10 mil (cerca de R$ 35 mil) nesta quinta. "A ATP ainda está analisando essa questão e novas punições podem ser aplicadas", anunciou a entidade.

Além da multa, o australiano precisou enfrentar as vaias do público canadense na partida contra Isner, pelas oitavas de final em Montreal. Sem conseguir parar o 16º cabeça de chave, o australiano foi derrotado em sets diretos, em apenas 1h02min de duelo. Nas quartas de final, Isner vai enfrentar o francês Jeremy Chardy.

Ainda pela rodada desta quinta, o letão Ernests Gulbis derrotou o norte-americano Donald Young por duplo 6/4 e se credenciou para o confronto com o número 1 Novak Djokovic.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.