Jonathan Nackstrand/ AFP Photo
Jonathan Nackstrand/ AFP Photo

Dimitrov sobe para 3º do ranking e Brasil fica sem tenista no Top 100

Búlgaro, de 26 anos, só aparece na lista atrás de Rafael Nadal e Roger Federer

Estadão Conteúdo

20 Novembro 2017 | 11h58

Grande campeão do ATP Finals, no domingo, o búlgaro Grigor Dimitrov alcançou nesta segunda-feira sua melhor posição no ranking. O tenista de 26 anos subiu três colocações e aparece agora no terceiro lugar, atrás apenas do espanhol Rafael Nadal e do suíço Roger Federer.

+ Em ranking sem mudanças no Top 50, Bia Haddad mantém colocação

Dimitrov conquistou no domingo o maior título de sua carreira. Ele venceu a competição que reúne os oito melhores tenistas do ano e que encerra a temporada. Na decisão, o búlgaro derrotou o belga David Goffin, algoz na semifinal de Federer, que era o grande favorito ao título. Nadal abandonou o torneio após perder na estreia, ainda na fase de grupos.

Dimitrov chegou aos 5.150 pontos, desbancando o alemão Alexander Zverev do terceiro posto. Decepção no ATP Finals, em Londres, o tenista da Alemanha caiu para o quarto lugar. O austríaco Dominic Thiem e o croata Marin Cilic, com atuações apagadas no Finals, perderam uma posição cada também.

Já Goffin e o norte-americano Jack Sock subiram uma colocação cada e registraram seus melhores rankings da carreira até agora. Sem jogar por problema físico, o suíço Stan Wawrinka perdeu dois postos e caiu para 9º. O espanhol Pablo Carreño-Busta, que foi reserva e substituto de Nadal em Londres, fecha o Top 10.

Outras mudanças no ranking foram sutis, mais próximo das últimas posições do Top 100. Os principais tenistas do mundo só devem voltar a jogar na primeira semana de dezembro.

BRASIL - Número 1 do País, Rogério Dutra Silva perdeu posições no ranking atualizado nesta segunda-feira e saiu do Top 100. Assim, o Brasil fica sem um tenista nesta lista pela primeira vez em pouco mais de três anos. Isso não acontecia desde 26 de maio de 2014.


Sem jogar na semana passada, Rogerinho caiu sete posições, para o 101º posto. A queda preocupa porque ameaça a entrada direta na chave principal do Aberto da Austrália, primeiro Grand Slam da próxima temporada, em janeiro. Para recuperar estes pontos, ele disputará o Challenger do Rio de Janeiro, nesta semana.


Thomaz Bellucci, também sem jogar, perdeu uma posição e aparece agora em 113º do mundo. Já Thiago Monteiro galgou um posto, para o 128º.


Nas duplas, Marcelo Melo manteve a liderança no individual e também na lista das parcerias, com o polonês Lukasz Kubot, apesar da derrota na final do ATP Finals. E Bruno Soares segue como o 10º colocado, após cair na semifinal em Londres.



Confira a lista dos 20 primeiros colocados do ranking:


1º - Rafael Nadal (ESP), 10.645 pontos

2º - Roger Federer (SUI), 9.605

3º - Grigor Dimitrov (BUL), 5.150

4º - Alexander Zverev (ALE), 4.610

5º - Dominic Thiem (AUT), 4.015

6º - Marin Cilic (CRO), 3.805

7º - David Goffin (BEL), 3.775

8º - Jack Sock (EUA), 3.165

9º - Stan Wawrinka (SUI), 3.150

10º - Pablo Carreño Busta (ESP), 2.615

11º - Juan Martín del Potro (ARG), 2.595

12º - Novak Djokovic (SER), 2.585

13º - Sam Querrey (EUA), 2.535

14º - Kevin Anderson (AFS), 2.480

15º - Jo-Wilfried Tsonga (FRA), 2.320

16º - Andy Murray (ESC), 2.290

17º - John Isner (EUA), 2.265

18º - Lucas Pouille (FRA), 2.235

19º - Tomas Berdych (RCH), 2.095

20º - Roberto Bautista (ESP), 2.015

101º - Rogério Dutra Silva (BRA), 571

113º - Thomaz Bellucci (BRA), 531

128º - Thiago Monteiro (BRA), 456

222º - Guilherme Clezar (BRA), 234

Mais conteúdo sobre:
tênisRoger Federer

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.