Patrick Hamilton / Reuters
Patrick Hamilton / Reuters

Dimitrov vence e encara Kyrgios na semifinal em Brisbane

Outra semifinal terá australiano Alex de Minaur, de 18 anos, e norte-americano Ryan Harrison

Estadão Conteúdo

05 Janeiro 2018 | 11h58

Dois principais favoritos ao título do Torneio de Brisbane, o búlgaro Grigor Dimitrov e o australiano Nick Kyrgios venceram seus jogos nesta sexta-feira e confirmaram o confronto na semifinal na competição australiana.

+ Após ser pego no doping, Bellucci mira recomeço nos Estados Unidos

+ Bruno Soares ganha nas duplas e chega à decisão do Torneio de Doha, no Catar

Cabeça de chave número 1 do torneio, de nível ATP 250, Dimitrov derrotou o britânico Kyle Edmund por 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 6/7 (3/7) e 6/4. Irregular no saque, o atual número 3 do mundo registrou 12 aces e nove duplas faltas. Como consequência, precisou de 2h25min para superar o 50º do ranking.

Com o triunfo, se credenciou para o terceiro confronto com Kyrgios no circuito profissional. Isso porque o terceiro cabeça de chave despachou o ucraniano Alexandr Dolgopolov, que já foi finalista em Brisbane, com uma virada pelo placar de 1/6, 6/3 e 6/4.

Atual campeão na cidade australiana, Dimitrov leva vantagem sobre o tenista local no confronto direto. São duas vitórias em duas partidas já disputadas, uma delas no ano passado.

A outra semifinal vai reunir o jovem australiano Alex de Minaur e o norte-americano Ryan Harrison. Grande sensação de Brisbane neste ano, o tenista de apenas 18 anos despachou o norte-americano Michael Mmoh com direito a um "pneu": 6/4 e 6/0. De Minaur fora o responsável pela eliminação do canadense Milos Raonic.

Ryan Harrison, por sua vez, não precisou jogar a partida inteira contra Denis Istomin nesta sexta. O usbeque abandonou na metade do segundo set, quando o americano liderava o placar por 7/6 (7/4) e 4/2.

Mais conteúdo sobre:
tênis Grigor Dimitrov Nick Kyrgios

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.