Djokovic ainda é o favorito do US Open, diz John McEnroe

Ex-campeão aposta na ausência de Rafael Nadal e compara sérvio com seu principal adversário no torneio, Roger Federer 

REUTERS

21 de agosto de 2014 | 11h47

Roger Federer vai chegar ao US Open em grande forma na semana que vem, mas Novak Djokovic ainda é o favorito para conquistar o título, de acordo com o ex-campeão John McEnroe.

Federer, que reinou absoluto no Grand Slam norte-americano com cinco troféus seguidos a partir de 2004, venceu o título de Cincinnati na semana passada, depois de disputar também a final de Toronto.

Com o espanhol Rafael Nadal, número dois do mundo, contundido, muitos acreditam que o suíço de 33 anos pode finalmente chegar a seu 18º título de Grand Slam.

"Obviamente, não ter que lidar com Nadal é muito positivo para ele (Federer) pensando adiante, se progredir no evento", afirmou McEnroe em uma teleconferência com o canal de televisão ESPN, para o qual irá comentar o torneio.

"Eu daria uma pequena, pequena vantagem a Djokovic por serem partidas de cinco sets. Ele é mais jovem e pode aguentar o cansaço um pouco mais fácil do que Roger a esta altura. Um pouco mais", acrescentou.

"Dependendo do que acontecer no caminho, se tivessem que disputar a final, seria muito sobre o quanto de energia eles têm de sobra".

Djokovic derrotou Federer em uma final épica em Wimbledon este ano, mas o sérvio de 27 anos, recém-casado com a namorada de longa data Jelena Ristic, foi eliminado precocemente em Toronto e Cincinnati, e McEnroe acha que ele anda desconcentrado.

"Não acho que Novak está com a cabeça no lugar desde então – foi uma das maiores partidas que já vi em Wimbledon", disse. "Ele se casou. Não vi muitas de suas partidas depois disso, só algumas. Acho que foi difícil para ele voltar ao ritmo do circuito. Acredito que aqui (nos EUA) ele estará pronto".

Tudo o que sabemos sobre:
TênisUS OpenNovak Djokovic

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.