Neil Hall/EFE
Neil Hall/EFE

Djokovic bate francês em Queen's e fará contra Cilic a sua primeira final no ano

Sérvio está em 22º no ranking e tenta voltar aos melhores dias da carreira

Estadao Conteudo

23 Junho 2018 | 14h42

Na luta contra problemas físicos desde o ano passado, Novak Djokovic deu um passo importante neste sábado para retomar o seu melhor tênis. Ex-líder do ranking mundial e atual 22º colocado da ATP, o tenista sérvio garantiu vaga em sua primeira decisão nesta temporada ao vencer o francês Jeremy Chardy por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/5) e 6/4, nas semifinais do Torneio de Queen's, em Londres.

+ Federer vence azarão e busca 10ª título em Halle

Em busca de seu primeiro título nesta temporada, Djokovic terá pela frente na final deste domingo o croata Marin Cilic, cabeça de chave número 1 deste ATP 500 realizado em quadras de grama e preparatório para Wimbledon, Grand Slam que começará no próximo dia 2 de julho, também na capital inglesa.

Atual sexto colocado do ranking mundial e vice-campeão de Wimbledon no ano passado, Cilic assegurou vaga na decisão de Queen's ao superar o australiano Nick Kyrgios por duplo 7/6, com 7/3 e 7/4 nos tie-breaks, na outra semifinal deste sábado.

Dono de 12 títulos de Grand Slam e 68 troféus de simples, Djokovic não levanta uma taça desde o início de julho de 2017, quando derrotou o francês Gael Monfils na final do Torneio de Eastbourne, outro evento de preparação para o Grand Slam inglês.

Nesta temporada, o sérvio caiu nas oitavas de final do Aberto da Austrália e nas quartas de Roland Garros, sendo que a sua campanha mais expressiva no ano foi o avanço às semifinais do Masters 1000 de Roma, onde foi eliminado pelo espanhol Rafael Nadal.

Cilic, por sua vez, também caiu nas quartas de Roland Garros e na semifinal do Masters de Roma. E, assim como o sérvio, ainda persegue o seu primeiro título em 2018. Caso seja campeão neste domingo, o croata vai erguer o 18º troféu de simples na carreira.

Para triunfar em Queen's, Cilic também precisará superar a larga superar a enorme desvantagem no retrospecto de partidas contra Djokovic, que venceu 14 das 15 duelos que fez diante do rival. O tenista da Croácia, porém, levou a melhor no último destes confrontos, realizado em 2016, nas quartas de final do Masters 1000 de Paris.

 

Mais conteúdo sobre:
tênis Novak Djokovic Marin Cilic

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.