Djokovic bate Gasquet e chega à 43ª vitória seguida

Sem mostrar sinais de cansaço, após entrar em quadra no sábado e na sexta-feira, Novak Djokovic derrotou o local Richard Gasquet por 3 sets a 0, com parciais de 6/4, 6/4 e 6/2, pelas oitavas de final em Roland Garros, e acumulou mais um triunfo em sua série vitoriosa.

AE, Agência Estado

29 de maio de 2011 | 13h46

O sérvio alcançou sua 43.ª vitória seguida, incluindo dois resultados positivos no final de 2010, e se tornou o dono da terceira maior série invicta da Era Aberta, desde 1968. Agora ele só está atrás do espanhol Guillermo Vilas, com 46 triunfos, e do checo Ivan Lendl, com 44.

Somando somente os resultados deste ano, Djokovic chegou às 41 vitórias e está a apenas uma de igualar o americano John McEnroe, que detém a melhor série no início de temporada, desde 1984. Ele poderá igualar o recorde se vencer seu próximo adversário, o italiano Fabio Fognini, nas quartas de final de Roland Garros.

Neste domingo, o sérvio teve pouco trabalho para superar Gasquet, depois de eliminar o argentino Juan Martín Del Potro no sábado. Djokovic foi mais eficiente no saque, cometeu menos erros forçados (apenas 15, contra 26 do rival) e se defendeu bem nos três break points que cedeu.

Gasquet, algoz do brasileiro Thomaz Bellucci na terceira rodada, sucumbiu mais uma vez à pressão da torcida francesa e não ofereceu resistência ao embalado adversário. Após 1h47min, Djokovic aproveitou seu quarto match point e ficou mais perto de se tornar o número 1 do mundo. Ele só precisa chegar à final para assegurar o topo do ranking.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisRoland GarrosDjokovicGasquet

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.