Julian Finney/AFP
Julian Finney/AFP

Djokovic bate Murray com facilidade e avança à final em Indian Wells

Líder do ranking não perde do britânico desde Wimbledon em 2013

Estadão Conteúdo

21 Março 2015 | 17h25

Com extrema facilidade, o sérvio Novak Djokovic avançou neste sábado à decisão do Masters 1000 de Indian Wells, nos Estados Unidos, o primeiro de uma série de 9 torneios deste nível da ATP. Contra o britânico Andy Murray, o atual número 1 do mundo mostrou enorme superioridade e ganhou por 2 sets a 0 - com parciais de 6/2 e 6/3, em pouco menos de 1 hora e 30 minutos de jogo.

Este foi o 25.º duelo entre Djokovic e Murray no circuito profissional. O sérvio segue com enorme vantagem com 17 vitórias e oito derrotas. O triunfo deste sábado foi o sexto seguido do número 1 do mundo, que não perde para o britânico desde a final de Wimbledon em 2013.

Tricampeão em Indian Wells, Djokovic joga neste domingo pelo 50.º troféu da carreira, sendo o 21.º Masters 1000. Seu rival na decisão sai do confronto entre Roger Federer e Milos Raonic. O sérvio perde no histórico para o suíço por 20 a 17, enquanto lidera o retrospecto com o canadense por 5 a 0. Se for campeão, Djokovic ainda passa o número de títulos de um de seus técnicos, o alemão Boris Becker.

A superioridade de Djokovic neste sábado começou a aparecer logo no início do jogo. Ele confirmou seu serviço com tranquilidade e, já no segundo game, aproveitou a dupla falta de Murray e o apagão do britânico para fazer 2 a 0. Seguiu totalmente superior ao adversário e aplicou 6 a 2 no primeiro set.

Os apagões de Murray até diminuíram no segundo set, mas não o suficiente para parar Djokovic, que repetiu a quebra já no segundo game e continuou sem dar chances ao rival em seu serviço. Terminou o jogo com mais um 6 a 3 e sem permitir uma quebra sequer ao número 4 do mundo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.