Djokovic bate Wawrinka de virada e vence o Masters de Roma

Número 3 do mundo, Novak Djokovic serecuperou de um set contra e derrotou o suíço Stanilas Wawrinkapor 4-6, 6-3 e 6-3, conquistando o título do Masters Series deRoma neste domingo. Wawrinka se deu melhor nas primeiras trocas de bola evenceu o primeiro set quebrando o saque de Djokovic no quintogame. O sérvio voltou ao jogo com uma quebra de serviço na metadedo segundo set. Ele então quebrou novamente o saque de Wawrinkano primeiro e último game do set decisivo e conquistou seudécimo título da ATP e o quarto de Masters Series. Atual campeão do Aberto da Austrália, Djokovic era o francofavorito da partida contra um jogador que fazia sua primeirafinal de um Masters Series. Mas Wawrinka teve um início confiante, vencendo os pontoscom voleios de backhand na rede e belas passadas de forehandpara conquistar uma quebra logo no início da partida. Wawrinka colocou mais pressão sobre Djokovic no sétimogame, quando o sérvio teve que sacar muito bem depois de estarcom dois break points contra, antes de sacar para fechar oprimeiro set. O terceiro cabeça-de-chave estava brigando para encontrarseu melhor tênis, mas ele conseguiu controlar a pressão eresponder com um break no sexto game do segundo set. Ele manteve seu serviço nos dois games seguintes e empatoua partida, fechando o segundo set com dois smashes enfáticos narede. Sua confiança renasceu, ele quebrou o serviço do adversárionovamente no primeiro game do terceiro set, com a ajuda de umaboa jogada na rede e algumas bolas colocadas para fora pelosuíço. Wawrinka chamou o massagista para cuidar de um problema nascostas depois do quinto game do set decisivo. Djokovic manteve a concentração e Wawrinka teve que lutarmuito para manter seu saque dois games depois, salvando umbreak. Mas ele sucumbiu logo depois, com Djokovic disparando umbelo golpe de forehand no canto da quadra para conquistar otítulo. Wawrinka sairá da 24a colocação para ficar entre os dezprimeiros nos rankings na próxima semana, depois de tersuperado os ex-números 1 Juan Carlos Ferrero e Marat Safin e oscabeças-de-chave Andy Murray, James Blake e Andy Roddick parachegar à final.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.