Ali Haider/EFE
Ali Haider/EFE

Djokovic desiste de jogar final e Murray leva título em Abu Dabi

Tenista sérvio alega estar com febre e lamenta ausência na decisão do torneio amistoso. Murray leva o bicampeonato da competição

Estadão Conteúdo

03 de janeiro de 2015 | 11h45

O Torneio de Exibição de Abu Dabi, o Mubadala World Tennis Championship, acabou sendo decidido fora da quadra. Neste sábado, o sérvio Novak Djokovic, número 1 do mundo, desistiu de disputar a decisão da competição amistosa diante do britânico Andy Murray por estar com febre. Assim, o escocês, sexto colocado no ranking da ATP, faturou o título da competição sem nem precisar jogar.

"Infelizmente eu não estou em condições de jogar a final em Abu Dhabi hoje à noite. Eu estou doente, com uma febre, e não estou apto para jogar. Eu disse depois da minha partida na noite passada que o público aqui têm mostrado novamente o seu amor pelo tênis e sempre me inspiram a jogar o meu melhor, por isso estou extremamente desapontado por não ter condições de jogar para eles esta noite", afirmou.

Djokovic havia vencido as três edições anteriores do torneio de exibição, em 2011, 2012 e 2013, e se classificou para a decisão na última sexta-feira ao derrotar com facilidade o suíço Stan Wawrinka por 2 sets a 0 (6/1 e 6/2). Agora, porém, o título acabou ficando com Murray.

O britânico já havia sido campeão em Abu Dabi, em 2009, e agora repete a sua conquista. Dessa vez, Murray estreou com uma difícil vitória, em três sets (7/6, 5/7 e 6/4), sobre o espanhol Feliciano Lopez, pelas quartas de final. Depois, massacrou o também espanhol Rafael Nadal (6/2 e 6/0), na última sexta-feira, pelas semifinais. E ele acabou faturando o título sem precisar encarar Djokovic neste sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.