Claude Paris/ AP
Claude Paris/ AP

Djokovic é bicampeão em Montecarlo e obtém feito inédito no tênis

Sérvio é o 1º a conquistar Austrália e 3 primeiros Masters do ano

Estadão Conteúdo

19 de abril de 2015 | 15h29

Novak Djokovic sofreu um pouco, mas venceu o checo Tomas Berdych por 2 sets a 1, com parciais de 7/5, 4/6 e 6/3, e faturou neste domingo o título do Masters 1000 de Montecarlo. De quebra, o sérvio conquistou um feito inédito na história do tênis ao se sagrar bicampeão no principado monegasco. Ele se tornou o primeiro tenista a ganhar o Aberto da Austrália e os três primeiros torneios Masters de uma temporada.

Antes de triunfar em Montecarlo, Djokovic havia ficado com os títulos dos Masters 1000 de Indian Wells e Miami, depois de ter vencido o Grand Slam realizado em Melbourne. Esse novo feito coroa a boa temporada do líder do ranking mundial, que neste ano perdeu apenas dois jogos.

Esse também foi o 23º título de Masters obtido por Djokovic, que acumula 17 vitórias seguidas, entre elas uma sobre Rafael Nadal nas semifinais de Montecarlo, onde o espanhol reinou por incríveis oito anos consecutivos entre 2005 e 2012. Considerado por muitos o maior jogador de saibro de todos os tempos, ele caiu por duplo 6/3 diante do sérvio no último sábado.

Na partida deste domingo, que ficou paralisada por mais de uma hora por causa da chuva, Djokovic teve muitas dificuldades para confirmar o seu favoritismo já a partir do primeiro set, no qual Berdych chegou a quebrar o saque do seu adversário por duas vezes. Porém, o sérvio converteu três de sete break points para assegurar a vantagem inicial de 7/5.

Na segunda parcial, porém, o atual oitavo colocado do ranking mundial reagiu. Além de confirmar todos os seus saques, ele aproveitou uma de seis chances de quebrar o serviço de Djokovic para fazer 6/4 e empatar a partida. 

No derradeiro set, Berdych voltou a conseguir uma quebra, mas o sérvio converteu dois de cinco break points para encaminhar o seu triunfo por 6/3 e liquidar a partida, faturando assim a sua 19ª vitória em 21 partidas com o checo. Este também foi o 52º título da carreira do tenista de Belgrado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.