Djokovic estreia com vitória arrasadora em Wimbledon

O atual número 1 do mundo venceu o cazaque Golubev na estreia do Grand Slam por 3 a 0, em apenas 88 minutos

Agência Estado

23 de junho de 2014 | 15h21

Cabeça de chave número 1 de Wimbledon e atual vice-campeão do Grand Slam inglês, Novak Djokovic teve uma estreia arrasadora nesta edição do mais tradicional torneio de tênis disputado em quadras de grama. O sérvio venceu o cazaque Golubev por 3 sets a 0, com parciais de 6/0, 6/1 e 6/4, em apenas 88 minutos.

Vice-líder do ranking mundial, Djokovic teve uma atuação sólida, na qual não ofereceu uma oportunidade sequer de quebra de saque a Golubev em toda a partida. O sérvio dominou o atual 55º colocado da ATP e assim se credenciou para encarar na próxima rodada o experiente checo Radek Stepanek, que nesta segunda-feira superou o uruguaio Pablo Cuevas, também por 3 sets a 0, com 6/2, 6/4 e 6/4.

No primeiro set do duelo diante de Golubev, Djokovic aplicou um "pneu" (6/0) ao aproveitar três de seis chances de quebrar o saque do rival. Na segunda parcial, o tenista número 2 do mundo voltou para quadra no mesmo ritmo e, desta vez com dois break points convertidos em quatro oportunidades, fez 6/1.

Já na terceira parcial, Golubev pela primeira vez conseguiu equilibrar o jogo, mas mesmo assim não conseguiu ameaçar o serviço do sérvio, que liquidou a fatura ao ser feliz em uma de cinco chances de quebrar o saque do seu adversário.

Outro cabeça de chave de destaque que estreou com vitória em jogo terminado há pouco tempo em Wimbledon foi David Ferrer. Sétimo pré-classificado, o espanhol bateu o seu compatriota Pablo Carreno Busta por 3 sets a 1, com 6/0, 6/7 (3/7), 6/1 e 6/1.

Também no grupo dos cabeças de chave, o búlgaro Grigor Dimitrov, 11º pré-classificado, estreou com vitória sobre o norte-americano Ryan Harrison, batido por 7/6 (7/1), 6/3 e 6/2.

O australiano Bernard Tomic, por sua vez, se credenciou para encarar na segunda rodada o checo Tomas Berych, sexto cabeça de chave de Wimbledon. Ele avançou ao passar pelo russo Evgeny Donskoy com parciais de 6/4, 6/3 e 6/2.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisWimbledonNovak Djokovic

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.