Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Thomas Lovelock/ AFP
Thomas Lovelock/ AFP

Djokovic festeja realizar 'sonho de infância' em Wimbledon e já mira Golden Slam

Sérvio já conquistou neste ano o Aberto da Austrália e Roland Garros e agora vai em busca do troféu no Aberto dos Estados Unidos

Redação, Estadão Conteúdo

11 de julho de 2021 | 15h02

Novak Djokovic revelou neste domingo que sua "primeira conquista" em Wimbledon aconteceu com somente sete anos, quando usou materiais recicláveis para "criar" seu primeiro troféu do torneio. O sonho de infância se tornou realidade e já são seis conquistas na sagrada grama inglesa. Após o terceiro título seguido, ele festejou igualar o recorde de 20 Grand Slams vencidos por Roger Federer e Rafael Nadal e prometeu se esforçar para fechar a temporada perfeita com o Golden Slam, que seria ganhar os quatro maiores títulos do tênis em um ano.

Depois de ganhar no piso duro do Australian Open, no saibro de Roland Garros e agora na grama de Wimbledon, falta apenas o título do US Open, nas quadras rápidas norte-americanas, a partir de 30 de agosto. "Eu vou tentar. Estou jogando bem e jogar meu melhor tênis nos Grand Slams é minha prioridade", enfatizou o número 1 do mundo, feliz da vida com nova taça do torneio inglês.

"Vencer Wimbledon sempre foi meu maior sonho de criança. Quando eu era pequeno, com sete anos, costumava fazer o troféu de Wimbledon com materiais do meu quarto, imaginando que estaria aqui um dia", disse. "Eu tenho sempre que lembrar o quão especial é, uma grande honra e privilégio."

Djokovic igualou as 20 conquistas de Federer e Nadal em Grand Slams e não escondeu ser motivado nos jogos pelos grandes oponentes. "Tenho que prestar uma grande homenagem ao Rafa e ao Roger. Eles são lendas do nosso esporte, os dois jogadores mais importantes que já enfrentei", afirmou. Eles são a razão de eu estar onde estou hoje. Eles me fizeram perceber o que tinha de fazer para melhorar. Os últimos 10 anos foram uma jornada incrível que não para aqui."

Federer usou as redes sociais para felicitar o título do sérvio. "Parabéns a Novak por sua 20ª conquista de Grand Slam. Tenho orgulho de ter a oportunidade de jogar em uma era especial de campeões de tênis. Desempenho maravilhoso, muito bem!", escreveu.

Além de elogiar os adversários recordistas, o sérvio também felicitou Matteo Berrettini pela grande final deste domingo. Prevendo muitas conquistas na carreira do italiano, Djokovic o felicitou. "Foi mais do que uma batalha. Parabéns ao Matteo por um torneio fantástico", falou. "Foi uma partida difícil hoje, ele é um verdadeiro martelo italiano e terá muitas coisas boas e conquistas no circuito."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.