Robert Ghement/EFE
Robert Ghement/EFE

Djokovic leva susto, mas estreia com vitória em Roland Garros

Líder do ranking mundial fica perto de perder o segundo set

Estadão Conteúdo

26 de maio de 2015 | 13h33

Novak Djokovic chegou a levar um susto no segundo set, mas venceu o finlandês Jarkko Nieminen com parciais de 6/2, 7/5 e 6/2, nesta terça-feira, em sua estreia em Roland Garros. Líder do ranking mundial e cabeça de chave número 1 em Paris, o tenista sérvio assim abriu de forma vitoriosa mais uma campanha em busca de conquistar pela primeira vez o único Grand Slam que ainda não faturou em sua carreira.

Antes de confirmar o seu favoritismo, Djokovic chegou a estar perdendo por 5/2 na segunda parcial, na qual precisou buscar uma reação, vencendo cinco games seguidos antes de atropelar no set derradeiro do confronto.

Desta forma, Djokovic se credenciou para enfrentar na próxima fase o ganhador da partida entre o luxemburguês Gilles Mueller e o italiano Paolo Lorenzi, programada para acabar também nesta terça na capital francesa.

No duelo diante de Nieminen, o sérvio foi dominante na maior parte do tempo e converteu seis de 13 break points para encaminhar o seu triunfo em sets diretos. Porém, na segunda parcial, o finlandês, hoje o 87º tenista do mundo, chegou a sacar para fechar quando liderava por 5/3. Entretanto, vacilou ao não aproveitar a oportunidade no confronto no qual só conseguiu ser feliz em uma de seis chances de ganhar games no serviço do seu poderoso rival.

Essa foi a quinta vitória de Djokovic em seis jogos com Nieminen, que aos 33 anos é um veterano no circuito profissional e só levou a melhor sobre o sérvio no longínquo Torneio de Sydney de 2009.

Em outro jogo encerrado há pouco tempo na chave masculina de simples, o espanhol Nicolás Almagro bateu o ucraniano Alexandr Dolgopolov por 3 sets a 1, com parciais de 6/3, 2/6, 6/4 e 7/6 (8/6), e se garantiu como rival de Rafael Nadal na segunda rodada. Poucas horas mais cedo, o tenista nove vezes campeão de Roland Garros estreou com vitória sobre o francês Quentin Halys por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 6/3 e 6/4.

Já o próximo rival de Andy Murray, terceiro cabeça de chave, será o português João Souza, que nesta terça passou pelo canadense Vasek Pospisil por 3 sets a 0. O italiano Andrea Arnaboldi, por sua vez, se credenciou como segundo adversário do croata Marin Cilic, nono pré-classificado, ao superar o australiano James Duckworth por 3 sets a 2.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisRoland GarrosNovak Djokovic

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.