Djokovic minimiza problema no ombro após tombo em partida

Garantido nas oitavas de Wimbledon, o tenista sérvio terá como próximo rival o francês Jo-Wilfried Tsonga, 14º cabeça de chave

Agência Estado

27 de junho de 2014 | 13h13

Depois de ter sofrido um tombo feio e precisar de atendimento médico para seguir em quadra diante do francês Gilles Simon, nesta sexta-feira, em Londres, Novak Djokovic minimizou a importância do problema ocorrido no jogo no qual ele venceu por 3 sets a 0 e garantiu vaga nas oitavas de final de Wimbledon.

Vice-líder do ranking mundial e primeiro cabeça de chave do Grand Slam inglês, o tenista sérvio assegurou que não há "nada danificado" no seu ombro esquerdo depois da forte expressão de dor que exibiu depois de ter levado o tombo e rolado em quadra no terceiro set do confronto desta sexta.

Djokovic afirmou que sentiu uma "dor aguda" e destacou que o músculo do seu ombro esquerdo "ficou bastante dolorido por causa do impacto", mas comemorou o fato de que "por sorte nada foi danificado" na queda.

Garantido nas oitavas de final de Wimbledon, o sérvio terá como próximo rival o francês Jo-Wilfried Tsonga, 14º cabeça de chave da competição.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisWimbledonNovak Djokovic

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.