Seth Wenig / AP
Seth Wenig / AP

Djokovic pede que fãs não se voltem contra juíza de linha do Aberto dos EUA

Sérvio foi desclassificado na quarta rodada do torneio ao atirar a bola no fundo da quadra

Reuters, O Estado de S.Paulo

08 de setembro de 2020 | 15h36

Novak Djokovic pediu compaixão com a juíza de linha que foi atingida na garganta por uma bola acidentalmente no Aberto dos Estados Unidos, depois que ela foi atacada por fãs do número um do mundo nas redes sociais.

O sérvio foi desclassificado na quarta rodada do torneio ao atirar a bola no fundo da quadra, frustrado, após perder o saque no primeiro set contra o espanhol Pablo Carreno Busta, o que provocou a queda da juíza ao chão.

Uma parte dos fãs de Djokovic acessou as redes sociais para lançar ataques contra a juíza depois que seu nome no Instagram foi divulgado pela mídia sérvia.

“Que vergonha. Velha cheia de maldade”, dizia uma das mensagens deixadas em sua conta no Instagram, enquanto outros usuários a acusaram de fingir a lesão e de “má atuação”.

Djokovic defendeu nesta terça-feira a juíza de linha no Twitter, ao mesmo tempo em que agradeceu aos fãs que deixaram mensagens positivas de apoio a ele.

“Lembrem-se que a juíza de linha que foi atingida pela bola na noite passada também precisa do apoio da nossa comunidade. Ela não fez nada de errado. Peço a vocês que demonstrem especial apoio e cuidado com ela durante esse tempo.”

“A partir desses momentos, ficamos mais fortes. Compartilhando amor com todos. Europa aqui vou eu.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.