Djokovic: Quando vi o estádio de pé, notei o que tinha feito

Jovem tenista sérvio se emociona após vencer o primeiro torneio de Grand Slam de sua carreira

27 de janeiro de 2008 | 12h09

O tenista sérvio Novak Djokovic disse à televisão australiana, neste domingo, que só se deu conta de que tinha vencido o Aberto da Austrália quando viu os quase 15 mil espectadores da arena Rod Laver o aplaudindo de pé.  Veja também: Djokovic derrota Tsonga e conquista o título na Austrália "Quando vi todo o estádio de pé, notei o que tinha feito", contou Djokovic, ainda emocionado. "Achei que Tsonga iria jogar de modo muito agressivo, mas sabia que mais cedo ou mais tarde meu estilo de jogo iria se impor, como aconteceu a partir da metade do segundo set". Djokovic admitiu que a emoção de disputar a final o afetou em alguns momentos. "É possível controlar os sentimentos na quadra, mas é preciso aprender a fazê-lo, principalmente porque todos me davam como favorito. Havia muita pressão, porque sentia a obrigação de ganhar meu primeiro Grand Slam." O tenista disse ter jogado o tie-break de forma especial. "Só queria manter minha concentração, não queria ficar nervoso, nem negativo, e por isso joguei tão bem o desempate".  O tenista sérvio afirmou que, com a vitória deste domingo, quis motivar os seus irmãos mais novos, Djorjde e Marko, também tenistas, e se mostrou feliz por seu país. "Não posso imaginar o que está acontecendo nas ruas de Belgrado e no resto do país." "A Sérvia é um país pequeno, com pouca tradição no tênis, mas que agora tem [Jelena] Jankovic, [Ana] Ivanovic, [Nenad] Zimonjic, [Janko] Tipsarervic", analisou Djokovic. O novo campeão do Aberto da Austrália disse também que agora só quer ficar "tranqüilo, porque é o começo da temporada, e nada mais".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.