Djokovic quer garantir vitória da Sérvia sobre Rússia na Davis

Atual campeão do Aberto da Austrália confia em sua equipe para bater os atuais vice-campeões

Efe

05 de fevereiro de 2008 | 15h43

O sérvio Novak Djokovic, campeão do Aberto da Austrália, afirmou nesta terça-feira que quer mostrar o melhor de si no confronto com a Rússia pela primeira rodada da Copa Davis, no próximo fim de semana em Moscou. "O título no Aberto da Austrália só aumentou minha motivação para jogar bem em Moscou e ter uma temporada excelente", disse o tenista número um da Sérvia diretamente da capital russa.O atual número três do mundo também falou sobre a quadra rápida montada no ginásio do complexo Olímpico de Moscou: "É aceitável para todos os nossos jogadores e espero que estejamos ainda mais adaptados até o início dos jogos", disse.O capitão da equipe russo, Shamil Tarpischev, elogiou a força da Sérvia, mas disse que a equipe não é imbatível. "A Copa Davis é uma competição de equipes e não de um só tenista. Djokovic não é perfeito, e lutaremos" lembrou Tarpischev. Nikolay Davydenko, número quatro do mundo e principal tenista russo, disse que só falará sobre as chances do país no confronto apenas após o sorteio, na próxima quinta.Além de Djokovic, outro destaque da convocação sérvia é Nenad Zimonic, que conquistou o título das duplas mistas no Aberto da Austrália ao lado da chinesa Tiantian Sun. Ele é o sétimo do ranking de duplas da ATP. Completam a relação Janko Tipsarevic, 42 do mundo e que deu muito trabalho ao suíço Roger Federer no Aberto da Austrália, e Victor Troicki, 116 do Ranking de Entradas.Já os russos, donos da casa e atuais vice-campeões da Davis terão Davydenko e Marat Safin, ex-número um do mundo e atual 64.º do ranking. Ele não participou da derrota de 4 a 1 para os Estados Unidos na final do ano passado, em Portland. Os outros jogadores chamados pelo capitão da Rússia estão em boa posição no ranking: Mikhail Youzhny aparece em oitavo e Dmitri Tursunov está no 34.º lugar.Os russos já conquistaram os títulos da Copa Davis em 2002 e 2006, enquanto a Sérvia estréia no Grupo Mundial da competição.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa DavisDjokovicSérviaRússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.