Issei Kato|Reuters
Issei Kato|Reuters

Djokovic recebe convite e voltará a jogar na próxima semana em Acapulco

Tenista sérvio se recupera de uma lesão no ombro

Estadao Conteudo

23 Fevereiro 2017 | 19h30

O sérvio Novak Djokovic, segundo colocado no ranking mundial, recebeu um convite de última hora e jogará na próxima semana o Torneio de Acapulco, ATP 500 realizado em quadras duras, anunciaram nesta quinta-feira os organizadores do evento mexicano.

Djokovic, que se recupera de uma lesão no ombro e havia declinado de jogar em Dubai, tinha declarado que não voltaria às quadras antes do Masters 1000 de Indian Wells, marcado para começar em 6 de março. Agora, porém, fará a sua primeira participação no torneio mexicano.

Ele vai se juntar a uma lista de inscritos que já contava com outros cindo tenistas do Top 10 do ranking da ATP: o canadense Milos Raonic (4), o espanhol Rafael Nadal (6), o croata Marin Cilic (7), o austríaco Dominic Thiem (8) e o belga David Goffin (10). Outra atração será o argentino Juan Martin del Potro.

"Novak está muito entusiasmado por vir a Acapulco pela primeira vez e ser parte do maior quadro da história do Torneio de Acapulco", disse em um comunicado o diretor da competição, Raúl Zurutuza. "Ter Nadal, Raonic, Cilic, Thiem, Goffin e agora Djokovic, é algo que nos enche de orgulho porque são poucos os torneios dentro da nossa categoria (ATP 500) que podem contar com seis dos dez primeiros jogadores do mundo".

Djokovic só disputou, até agora, oito jogos nesta temporada. Ele foi campeão em Doha no início do ano, mas caiu surpreendentemente para Denis Istomin na segunda rodada do Aberto da Austrália. Sua última partida foi no começo do mês, quando enfrentou o russo Daniel Medvedev pela primeira rodada do Grupo Mundial da Copa Davis.

Mais conteúdo sobre:
tênisNovak Djokovic

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.