Rob Carr/AFP
Rob Carr/AFP

Djokovic sofre, mas avança às oitavas no Masters de Cincinnati

Sérvio se classifica com vitória sobre o francês Adrien Mannarino; nas duplas, Bruno Soares estreia com triunfo

Estadão Conteúdo

15 Agosto 2018 | 17h02

O tenista sérvio Novak Djokovic voltou a sofrer na quadra dura do Masters 1000 de Cincinnati, nesta quarta-feira, mas avançou às oitavas de final do torneio norte-americano. O ex-número 1 do mundo precisou buscar a virada para superar o francês Adrien Mannarino por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/2 e 6/1.

Foi a segunda partida de Djokovic em Cincinnati e a segunda em que sofre para vencer. Na estreia, ele precisou de nove match points para superar o local Steve Johnson. Seu adversário nas oitavas de final sairá do confronto entre o alemão Mischa Zverev e o búlgaro Grigor Dimitrov.

Atual número 10 do mundo, o sérvio precisou de dois sets nesta quarta para "entrar" no jogo. Nas duas primeiras parciais, sofreu duas quebras de saque, uma em cada parcial. No segundo, porém, obteve três quebras e obteve o empate na partida mesmo reclamando de dores no estômago.

Ele chegou a receber atendimento médico em quadra ao fim da parcial. Tomou um comprimido e voltou ao jogo. Aparentemente recuperado, Djokovic salvou dois break points no terceiro set para manter o serviço e ainda se impôs por duas vezes no saque do rival, atual 28º do mundo.

Campeão de Wimbledon, Djokovic segue tentando repetir na quadra dura as performances consistentes exibidas na grama. Em Cincinnati, um dos principais torneios preparatórios para o US Open, o sérvio busca seu primeiro título na competição, onde já soma cinco vice-campeonatos.

Também nesta quarta, o canadense Milos Raonic bateu o tunisiano Malek Jaziri por 6/3 e 7/5. Jaziri entrara na chave como "lucky loser", vindo do qualifying, por causa da desistência do espanhol Rafael Nadal, que seria o cabeça de chave número 1 do torneio. Na sua ausência, o suíço Roger Federer se tornou o principal favorito ao título.

Nas oitavas de final, Raonic fará um confronto canadense com Denis Shapovalov, que eliminou o britânico Kyle Edmund na segunda rodada.

Também avançaram na chave o croata Marin Cilic, vice-campeão do Aberto da Austrália, e o sul-africano Kevin Anderson, vice de Wimbledon. O primeiro bateu o qualifier romeno Marius Copil por 6/7 (4/7), 6/2 e 6/1. Anderson, por sua vez, derrotou o francês Jeremy Chardy por 7/6 (8/6) e 6/2. Já o belga David Goffin superou o francês Benoit Paire por 5/7, 6/4 e 6/2.

Ainda nesta quarta, o alemão Alexander Zverev protagonizou a maior zebra da chave masculina até agora. O número quatro do mundo foi eliminado logo na estreia pelo holandês Robin Haase por 5/7, 6/4 e 7/5.

BRUNO SOARES VENCE NAS DUPLAS

Em sua estreia na competição, o brasileiro Bruno Soares e o escocês Jamie Murray venceram os locais Ryan Harrison e Nicholas Monroe por 6/4 e 7/6 (11/9). Dupla cabeça de chave número quatro, Soares e Murray estrearam direto na segunda rodada e já garantiram lugar nas quartas de final.

Soares poderá cruzar com o compatriota Marcelo Melo nas quartas. Para tanto, Melo e o polonês Lukasz Kubot precisam superar o sul-africano Raven Klaasen e o neozelandês Michael Venus. Será a estreia de Melo e do seu parceiro na competição. Eles vão entrar em quadra nesta quinta-feira.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.