Eric Gaillard / Reuters
Eric Gaillard / Reuters

Djokovic sofre, mas bate francês na estreia do Masters 1000 de Montecarlo

Número 10 do mundo, Tsonga é derrotado por compatriota

Estadao Conteudo

18 de abril de 2017 | 13h18

O sérvio Novak Djokovic esteve à beira de uma inesperada derrota nesta terça-feira, mas reagiu e levou a melhor na estreia do Masters 1000 de Montecarlo. O segundo cabeça de chave do torneio precisou suar muito, mas eliminou o francês Gilles Simon pela segunda rodada por 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 3/6 e 7/5.

Foram pouco mais de duas horas e meia de partida até que Djokovic pudesse espantar a zebra e largar com vitória. O número 2 do mundo chegou a estar uma quebra atrás do 32.º colocado do ranking no terceiro set, mas se recuperou a tempo de virar a parcial e confirmar o triunfo.

Djokovic sofreu com um péssimo dia no serviço nesta terça. Foram apenas dois aces para o sérvio, que acertou pouco mais de 60% do primeiro saque. Com isso, Simon aproveitou cinco das seis oportunidades de quebra que teve para encurralar o favorito.

O número 2 do mundo, então, respondeu da mesma forma e atacou o saque de Simon. Foram 16 oportunidades de quebra para Djokovic ao longo da partida, das quais ele aproveitou seis, número suficiente para que arrancasse o suado triunfo.

Longe de seu melhor momento no circuito, Djokovic busca apenas seu segundo título em 2017. Campeão em Doha, logo na primeira competição que disputou no ano, o sérvio sequer chegou a uma semifinal de lá para cá, tendo as quartas em Acapulco como melhor resultado desde fevereiro.

Em Montecarlo, ele vinha de uma derrota na estreia em 2016, para Jiri Vesely, e busca seu terceiro título - os outros foram em 2013 e 2015. Para isso, precisa passar pelas oitavas de final da competição, na qual vai encarar o vencedor do duelo entre o espanhol Pablo Carreno Busta, 13.º cabeça de chave, e o russo Karen Khachanov, número 52 do ranking.

TSONGA PERDE - Ainda nesta terça-feira em Montecarlo, destaque para a primeira grande zebra da competição. O francês Jo-Wilfried Tsonga, cabeça de chave número 7, foi surpreendido na estreia pelo seu compatriota Adrian Mannarino, que levou a melhor de virada por 2 sets a 1, com parciais de 6/7 (3/7), 6/2 e 6/3, em pouco mais de duas horas de partida.

Apenas número 56 do mundo, Mannarino veio do qualifying, mas segue vivo em Montecarlo após duas rodadas - havia batido o espanhol Guillermo Garcia-López na segunda-feira. Para vencer Tsonga pela primeira vez na carreira, ele contou com dia não muito inspirado do adversário no serviço e aproveitou seis dos oito break points que teve a seu favor.

Agora, Mannarino espera para conhecer seu adversário nas oitavas de final em Montecarlo. Ele vai encarar o vencedor do confronto entre outro francês, Lucas Pouille, cabeça de chave número 11, e o italiano Paolo Lorenzi, número 37 do ranking.

OUTROS RESULTADOS - O próprio Pouille entrou em quadra nesta terça-feira, mas ainda pela primeira rodada. Número 17 do mundo, ele não teve maiores dificuldades para exercer seu favoritismo diante do norte-americano Ryan Harrison por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/4.

Outro francês que levou a melhor na primeira rodada foi Jeremy Chardy, que passou pela promessa croata Borna Coric. Já Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut caíram para o argentino Carlos Berlocq e o russo Karen Khachanov, respectivamente.

O espanhol Feliciano López eliminou o russo Daniil Medvedev, enquanto o checo Jiri Vesely passou pelo alemão Mischa Zverev. Outros que se classificaram para a segunda rodada nesta terça foram o luxemburguês Gilles Muller, o holandês Robin Haase e os alemães Tommy Haas e Jan-Lennard Struff.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.