Paul Chiasson/AP
Paul Chiasson/AP

Novak Djokovic supera Chardy e se garante na decisão em Montreal

Sérvio ganha por duplo 6/4 e tentará conquistar o 4º título do torneio

Estadão Conteúdo

15 Agosto 2015 | 18h13

O sérvio Novak Djokovic não encontrou muitos problemas para se garantir na decisão do Masters 1000 de Montreal, no Canadá. Neste sábado, o número 1 do mundo se tornou o primeiro tenista garantido na decisão ao bater o francês Jeremy Chardy, 49º colocado no ranking da ATP, por 2 sets a 0, com um duplo 6/4, em 1 hora e 20 minutos.

O triunfo deste sábado foi o décimo de Djokovic em dez confrontos com Chardy. Agora, neste domingo, o sérvio vai buscar o seu quarto título do Masters 1000 canadense - os outros foram assegurados em 2007, 2011 e 2012 -, que tem Toronto e Montreal se revezando como sede. E o seu adversário na decisão sairá do confronto entre o japonês Kei Nishikori e o britânico Andy Murray.

Disputado a sua primeira semifinal de um Masters 1000, Chardy pareceu sentir o peso do confronto, tanto que perdeu o seu saque logo no game inicial do duelo. Em vantagem, Djokovic só precisou administrar a vantagem no restante da parcial para vencer por 6/4.

O segundo set teve ritmo parecido, com Djokovic não concedendo sequer uma break point a Chardy, como, aliás, havia acontecido na primeira parcial. Dessa vez, a quebra de serviço que encaminhou o triunfo foi conquistada no quinto game pelo sérvio, que voltou a aplicar 6/4, avançando à final em Montreal.

Realizando mais uma ótima temporada, Djokovic vai tentar conquistar neste domingo o seu quinto título de um Masters 1000 em 2015, ano em que foi campeão em Indian Wells, Miami, Montecarlo e Roma. Além dessas conquistas, o número 1 do mundo levou as taças do Aberto da Austrália e de Wimbledon nesta temporada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.