Michael Helman/AFP
Michael Helman/AFP

Djokovic vai estrear diante do brasileiro Feijão no US Open

Número 1 do mundo pode encarar Nadal nas quartas de final

Estadão Conteúdo

27 Agosto 2015 | 14h28

Em péssima fase no circuito mundial do tênis, com seis derrotas consecutivas, o brasileiro João Souza, o Feijão, terá um desafio extremamente complicado no seu jogo de estreia no US Open. Sorteio realizado nesta quinta-feira apontou o brasileiro como primeiro adversário do sérvio Novak Djokovic, o líder do ranking da ATP.

O confronto entre o número 89 do mundo e Djokovic será inédito. E também pela primeira vez na sua carreira, o brasileiro terá pela frente o tenista que lidera a lista do tênis mundial. Quem avançar nesse confronto, vai encarar na segunda rodada o vencedor do duelo entre o canadense Vasek Pospisil e o austríaco Andreas Haider-Maurer. O espanhol Roberto Bautista Agut é um possível adversário das oitavas de final.

Caso avance até as quartas de final, Djokovic poderá ter pela frente nesta fase o espanhol Rafael Nadal, que já foi o número 1 do mundo, mas está longe de viver em 2015 os melhores momentos da sua carreira.

Para reencontrar Djokovic, com quem já fez duelos históricos, Nadal precisará avançar em uma chave considerada complicada. O espanhol vai estrear diante do croata Borna Coric, 35º colocado no ranking. Depois, nas oitavas de final, uma rodada antes do possível duelo com Djokovic, poderá ter que encarar o canadense Milos Raonic, o número 10 do mundo.

E quem passar do confronto entre Djokovic e Nadal pode fazer semifinal com o japonês Kei Nishikori, atual vice-campeão do US Open. O asiático, aliás, pode reeditar a decisão da edição de 2014 do Grand Slam norte-americano contra o croata Marin Cilic nas quartas de final. O atual campeão vai estrear diante de um tenista vindo do qualifying.

Outro brasileiro garantido no US Open, Thomaz Bellucci não terá uma das estreias mais complicadas em Nova York. Em boa fase e apontado como cabeça de chave número 30 - a sua mesma posição no ranking - o número 1 do País vai encarar o britânico James Ward, 134º colocado.

O problema para Bellucci deverá estar reservado mesmo para a terceira rodada, quando ele poderá ter que encarar o britânico Andy Murray, terceiro colocado do ranking e que recentemente foi campeão do Masters 1000 de Montreal. Para que esse confronto aconteça, porém, cada um terá que vencer dois jogos, sendo que Murray estreará diante do australiano Nick Kyrgios, punido recentemente pela ATP por ofensas ao suíço Stan Wawrinka.

Número 2 do mundo, o suíço Roger Federer vai estrear no US Open diante do tenista teoricamente mais difícil possível para os cabeças de chave, o primeiro tenista fora da relação dos 32 pré-classificados. Se trata do argentino Leonardo Mayer, o 33º colocado no ranking.

Caso vá avançando, o caminho de Federer prevê a possibilidade de confrontos com cipriota Marcos Baghdatis na segunda rodada e com o alemão Philipp Kohlschreiber na terceira rodada. O adversário do suíço nas quartas de final pode ser o checo Tomas Berdych. Aí, se os favoritismos forem sendo confirmados, Federer vai se encontrar com Murray nas semifinais em Nova York.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.